Sem proposta, Cebolinha mantém brilho no Brasil e aproxima Grêmio de final

Destaque do título da seleção brasileira na Copa América, Everton Cebolinha mantém a boa fase no Grêmio. Enquanto uma proposta para deixar o clube não chega, o atacante segue sendo decisivo. Na vitória por 2 a 0 sobre o Athletico, pela semifinal da Copa do Brasil, ontem (14), foi dele a assistência para o gol de André e a falta sofrida que resultou no de Jean Pyerre.

A boa fase dentro de campo não se reflete em interesse fora dele. Depois da Copa América, a expectativa no Grêmio era de que o jogador fosse alvo de diversas propostas e saísse na atual janela de transferências. Como o cenário atual, o clube gaúcho se incomodou e agora já imagina a permanência para a conclusão da temporada.

“Não tem nada pelo Everton. É um absurdo até, uma coisa absurda, por tudo que jogou na Copa América. Achávamos que iria ter uma enxurrada de propostas, mas nada. Nada, nada até agora. Então, aguardemos”, disse o diretor de futebol Deco Nascimento, no início deste mês.

O mais próximo de uma oferta foi o Arsenal, como mostrou o UOL Esporte. O clube inglês, porém, preferiu desembolsar R$ 330 milhões para contratar Nicolas Pépé, que estava no Lille (FRA). O Napoli, outro concorrente, saiu da briga ao encaminhar a contratação de Hirving Lozano, do PSV (HOL).

Everton tem vínculo com o Grêmio até 2022. Para aceitar negociá-lo, o clube gaúcho pede 40 milhões de euros (R$ 175,6 milhões) pelos 50% dos direitos econômicos a que tem direito.

A boa fase de Everton não poderá ser utilizada no jogo de volta da Copa do Brasil, no dia 4 de setembro. O jogador recebeu o terceiro cartão amarelo e está suspenso na competição. Ainda que não estivesse, dois pontos colocariam em xeque sua participação: uma venda para a Europa, que tem a janela se encerrando em 31 de agosto, ou uma convocação para a seleção brasileira. Amanhã (16), o técnico Tite anunciará os convocados para os amistosos contra Colômbia e Peru, nos dias 6 e 10 de setembro.

“A minha opinião continua a mesma, tem que ter o bom senso. E o bom senso é não convocar nenhum jogador que está nessas competições importantes. Mas é um problema CBF e Grêmio, eu estou dando simplesmente a minha opinião. Acho que o Cebolinha tem que ficar aqui com a gente, mesmo fora do próximo jogo, treinando e trabalhando”, disse Renato Gaúcho, em entrevista coletiva após a vitória sobre o Athletico.

O próximo compromisso do Grêmio será neste sábado (17), contra o Palmeiras, em casa, pelo Campeonato Brasileiro. As duas equipes se enfrentarão novamente três dias depois, pelas quartas de final da Libertadores.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.