Quarta vítima de afogamento é encontrada em Balsas

Neste sábado (6) foi encontrado o corpo de mais uma pessoa que morreu afogada no Rio Balsas. Já é a quarta vítima de afogamento em menos de 15 dias na cidade. Com o período quente o rio é a principal atração na região.

Alan Kardec da Silva Saldanha, de 25 anos, saiu de casa para ir ao rio na tarde de sexta-feira. O corpo só foi encontrado no fim da tarde de sábado próximo à localidade volta grande no rio Balsas.

“Populares entraram em contato com a gente porque viram o corpo passando boiando nas margens do rio. Então nós deslocamos a equipe até o rio para poder fazer a averiguação do fato. Aí descemos até a proximidade da volta grande onde encontramos o corpo amarrado lá por populares”, contou o Tenente do 4º Grupo de Polícia Militar, Márcio Fernando.

No fim do mês passado dois adolescentes, Fernando Leda e Guilherme Remos, de 15 anos, morreram quando um deles tentou salvar o amigo que teve câimbras ao tentar atravessar o açude. Outro caso foi de um senhor de 72 anos. Pedro Pereira da Silva estava desaparecido há cinco dias quando o corpo foi encontrado no rio.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o rio Balsas tem muitas irregularidades, o que aumenta os riscos para quem brinca nas margens do rio ou faz passeios de boia.

Apesar das ocorrências, o Corpo de Bombeiros ainda não está com uma equipe de plantão na Beira Rio, por isso pede atenção aos banhistas. “Damos sempre a orientação que se beber não entre na água. Também não fique saltando das pontes”, disse tenente Márcio Fernando

Neste sábado (6) foi encontrado o corpo de mais uma pessoa que morreu afogada no Rio Balsas. Já é a quarta vítima de afogamento em menos de 15 dias na cidade. Com o período quente o rio é a principal atração na região.

Alan Kardec da Silva Saldanha, de 25 anos, saiu de casa para ir ao rio na tarde de sexta-feira. O corpo só foi encontrado no fim da tarde de sábado próximo à localidade volta grande no rio Balsas.

“Populares entraram em contato com a gente porque viram o corpo passando boiando nas margens do rio. Então nós deslocamos a equipe até o rio para poder fazer a averiguação do fato. Aí descemos até a proximidade da volta grande onde encontramos o corpo amarrado lá por populares”, contou o Tenente do 4º Grupo de Polícia Militar, Márcio Fernando.

No fim do mês passado dois adolescentes, Fernando Leda e Guilherme Remos, de 15 anos, morreram quando um deles tentou salvar o amigo que teve câimbras ao tentar atravessar o açude. Outro caso foi de um senhor de 72 anos. Pedro Pereira da Silva estava desaparecido há cinco dias quando o corpo foi encontrado no rio.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o rio Balsas tem muitas irregularidades, o que aumenta os riscos para quem brinca nas margens do rio ou faz passeios de boia.

Apesar das ocorrências, o Corpo de Bombeiros ainda não está com uma equipe de plantão na Beira Rio, por isso pede atenção aos banhistas. “Damos sempre a orientação que se beber não entre na água. Também não fique saltando das pontes”, disse tenente Márcio Fernando

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.