Prorrogado o prazo para inscrição do casamento comunitário em Paço do Lumiar

Casais têm até o dia 2 de setembro para fazer pedido de habilitação para participar do casamento comunitário que será realizado pelo Poder Judiciário, para 50 casais.

Casais residentes de Paço do Lumiar, situado na Região Metropolitana de São Luís, têm até o dia 2 de setembro para fazer pedido de habilitação para participar do casamento comunitário que será realizado pelo Poder Judiciário, para 50 casais.

Os casais interessados em participar devem apresentar a documentação ao Cartório do 2º Ofício Extrajudicial de Paço do Lumiar, localizado no Maiobão, no horário das 8h às 18h.

O cartório do 2º Ofício Extrajudicial de Paço do Lumiar ficará responsável pelos atos de registro civil, devendo providenciar o envio dos editais de proclamas à Secretaria Judicial da 3ª Vara de Paço do Lumiar, para que sejam publicados no Diário de Justiça Eletrônico até o dia 8 de setembro de 2022.

O juiz Thales Ribeiro De Andrade, respondendo pela 3ª Vara de Paço do Lumiar, decidiu estender o prazo para as inscrições no projeto, atendendo ao pedido da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Paço do Lumiar, que está organizando a cerimônia.

O órgão informou a necessidade de aumento do prazo para que os nubentes realizem o pedido de habilitação de casamento, com a apresentação dos documentos ao cartório.

Habilitação dos Casais

No pedido de habilitação, os casais devem apresentar a seguinte documentação:

  • Certidão de Nascimento ou casamento averbada, com expedição atualizada em até 90 dias, em sua via original;
  • Comprovante de residência no município de Paço do Lumiar/MA;
  • Documento de identificação com foto e CPF;
  • Indicação de duas testemunhas maiores de idade, com RG, CPF, Endereço, Estado Civil e Profissão;
  • Autorização por escrito das pessoas sob cuja dependência legal estiverem, na hipótese de os nubentes terem idade entre 16 e 18 anos incompletos;
  • Certidão de óbito do cônjuge falecido, se viúvo (a) ou sentença declaratória de nulidade ou de anulação de casamento transitada em julgado.

Fonte: G1 MA

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.