Promovida audiência pública para tratar sobre UVZ na Região Metropolitana

Nesta sexta-feira (1º), o Governo do Estado, por meio da Agência Executiva Metropolitana (AGEM), participou de uma audiência pública promovida pela Vara de Interesses Difusos e Coletivos. O objetivo da ação foi tratar sobre a implantação de um Centro de Bem-Estar Animal (UVZ) para atender os municípios da Região Metropolitana da Grande São Luís. 

A audiência aconteceu no Fórum Desembargador Sarney Costa e foi presidida pelo juiz Douglas de Melo Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos. Além do presidente da AGEM, Leônidas Araújo, contou com a presença do Ministério Público, Procuradoria do Estado, Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), de representantes dos quatro municípios da Grande Ilha (São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar) e de representantes de Organizações Não-Governamentais.

Durante a audiência foram tratados assuntos referentes à importância da criação de uma unidade voltada ao desenvolvimento de políticas públicas para proteção de animais em situação de abandono (cães e gatos). O presidente Leônidas Araújo fez, ainda, um panorama sobre as mais recentes ações do Governo do Estado, por meio da Agência Executiva Metropolitana. 

Segundo ele, essa audiência pública, inclusive, foi um desdobramento das ações que vêm sendo coordenadas pela AGEM e que contam com a participação da Procuradoria do Estado, Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), médicos veterinários, além de advogados e arquitetos da AGEM. 

Leônidas Araújo afirma que envolver esses setores de ensino e pesquisa, além do corpo técnico, é fundamental para que seja construído um projeto adequado para atender à demanda apresentada. “Os profissionais diretamente ligados à saúde pública estão fornecendo informações sobre as necessidades que devem ser atendidas”, explica ele, destacando que fazem parte dessa comissão de consulta o professor da Faculdade de Medicina Veterinária da UEMA, Nordman Barbosa, a chefe do Departamento de Controle de Zoonoses do Estado e médica veterinária, Celma da Silva, e José Martins, agente de saúde pública e também médico veterinário.

O presidente da AGEM revela, ainda, que está sendo pensado um alinhamento de ações para um Centro de Bem-Estar Animal em São Luís e em outras cidades da Região Metropolitana. “A da capital será a unidade de referência. Outras seriam, em princípio, na Região do Munim e em Alcântara, que atenderiam à demanda de municípios próximos como Pinheiro, Bequimão, São Bento, dentre outros”.

Projeto
O Centro de Bem-estar Animal atuará como uma unidade onde serão realizadas ações, atividades e estratégias de vigilância, de prevenção e de controle de zoonoses de relevância para a saúde pública. “A demanda por esses serviços é alta em todas as cidades do Maranhão. Com a criação deste Centro poderemos atuar na Região Metropolitana de forma eficaz para reduzir o número de casos”, destacou Leônidas Araújo.

Além de destacarem a importância de um centro de referência para cuidado de animais, participantes fizeram um panorama sobre ações em andamento

Fonte: AGEM
Fotos: Divulgação

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.