Projeto ‘Conversando com a Escola’ vai ao Liceu Maranhense

Equipes da Ouvidoria da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) estão levando informação, recebendo demandas e tirando dúvidas das comunidades escolares da rede estadual de ensino. A dinâmica faz parte do projeto ‘Conversando com a Escola’, que é desenvolvido pela Ouvidoria/Seduc desde dezembro do ano passado.  O projeto tem o objetivo de promover a participação da comunidade escolar na gestão e estimular a formação cidadã dos estudantes da rede pública estadual.

Nesta quinta-feira (30), a atividade aconteceu no Liceu Maranhense, em São Luís, com roda de conversa com estudantes, professores, gestores da escola e representantes do Colegiado Escolar. A secretária adjunta de Gestão das Unidades Regionais de Educação (URE’s), Rosejany de Paula, representando o secretário Felipe Camarão destacou a ação.  “Essa oportunidade de conversar com estudantes e professores, ouvindo as suas demandas, permite à Seduc conhecer melhor as necessidades da escola, da sala de aula, para que possamos desenvolver as ações de forma mais específica, mais direcionada. Dialogar tem sido a dinâmica do governo do Maranhão, para encontrar soluções para os problemas da população”.

Professores e gestores da escola avaliam o projeto de forma positiva. “O ‘Conversando com a escola’, para a comunidade escolar, abre mais um canal de comunicação que auxilia, de forma mais direta, a solucionar situações que a burocracia de tramitação de documentos oficiais, pela própria natureza, não dão conta. É um canal não só para denúncias, mas, também, para sugestões que possam contribuir para a construção de uma educação de qualidade”, afirmou o gestor Geral do Liceu Maranhense, professor Deurivan Sampaio.

Para Samira Simas, ouvidora da Seduc, o diálogo foi produtivo. “Foi uma conversa muito franca, com participação de todos os segmentos da comunidade escolar, o que torna o processo ainda mais democrático. A presença da secretária adjunta e técnico da URE de São Luís dá mais agilidade às respostas, uma vez que eles estão frente a frente com a comunidade, ouvindo e dando os devidos encaminhamentos”.

FONTE: GOVERNO DO ESTADO

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.