Projetado para abrigar famílias vulneráveis, Residencial Jomar Moraes é apresentado à imprensa

O secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Pereira Júnior, apresentou para jornalistas da capital o Residencial Jomar Moraes. Construído nas imediações do Sítio Piranhenga, em São Luís, o residencial beneficiará 1.104 famílias que viviam em situação de vulnerabilidade social. Aos profissionais da imprensa, Rubens Júnior ressaltou a relevância social do programa, destacando que investir em habitação popular significa oportunizar dignidade e bem-estar às famílias.

A oportunidade aconteceu por meio de visita técnica às principais obras do Estado na Região Metropolitana de São Luís. Na ocasião, os jornalistas conheceram o novo João Goulart, prédio localizado no Centro Histórico que está sendo restaurado, o Residencial Jomar Moraes e o prolongamento da Avenida Litorânea.

Participaram da ação o secretário de Comunicação e Articulação Política, Rodrigo Lago; o secretário de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Pereira Júnior; o secretário de Governo, Antônio Nunes e o presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), Lawrence Melo.

“O governo Flávio Dino é marcado por vários feitos históricos que daqui há 10, 20 e 30 anos a população irá lembrar como foi possível se fazer tanto, em tão pouco espaço de tempo, e com tantas adversidades. Tenho orgulho de fazer parte desse time, as ações do Governo do Maranhão em São Luís vão marcar toda uma geração”, disse o titular da Secid, Rubens Júnior.

O investimento de R$ 82 milhões é oriundo do Programa Minha Casa Minha Vida, por meio da Caixa Econômica Federal e de contrapartida do Governo do Estado. O Residencial Jomar Moraes é formado por 33 blocos de 32 apartamentos e por dois blocos de 24 apartamentos, e abrigará famílias que viviam em condições de vulnerabilidade social nos bairros da Liberdade, Camboa e entorno da Avenida Jackson Lago.

O primeiro local visitado foi o Edifício João Goulart; as instalações abrigarão secretarias e outros órgãos estaduais que, atualmente, arcam com custos de aluguéis, representando economia para o Estado e, por conseguinte, para os contribuintes. Serão desocupados os prédios que são locados, diminuindo custos e gerando economia para a gestão estadual.

Outra importante ação realizada pelo Governo do Estado está sendo o prolongamento da Avenida Litorânea, que compõe a primeira fase de implantação do sistema de tráfego de transporte tipo BRT. Com investimentos de R$ 140 milhões, além do novo tipo de transporte, a obra vai requalificar a Avenida Litorânea e a Avenida dos Holandeses. A previsão da MOB é que todas as etapas para implantação do novo Sistema sejam concluídas até outubro de 2020.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.