Preso no Bacanga, Helder Aragão deve voltar para o presidio de Pedrinhas

A Justiça decidiu hoje (11) que o prefeito afastado de Anajatuba, Helder Lopes Aragão, que estava preso desde o último dia 30 de outubro no presídio no quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, no bairro Bacanga, em São Luís, terá que voltar para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Helder estava em um presídio especial por conta de uma decisão do desembargador
Jamil Gedeon do Tribunal de Justiça do Maranhão que entendeu que a penitenciária de Pedrinhas seria incompatível com a prerrogativa de advogado do ex-prefeito, que estava lá desde o dia 20 de outubro desde que foi preso na operação ‘Atlallea’ da Polícia Federal.

O gestor, conhecido nacionalmente por atos de corrupção, é acusado de integrar uma organização criminosa que fraudava licitações e desviava recursos públicos do município, conforme conclusões decorrentes das investigações efetivadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão.

A transferência de Helder para Pedrinhas deverá ser realizada tão logo a Secretaria de Administração Penitenciária (Sejap) receba a notificação da Justi

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.