Prefeitura promove Oficina de Desenho em Quadrinhos

Estimular a habilidade artística para o desenho entre jovens da comunidade do Desterro. Este é o objetivo da Oficina de Desenho em Quadrinhos, promovida pela Prefeitura de São Luís na Galeria Trapiche Santo Ângelo, em parceria com o Centro de Artes Japiaçu (CAJ), a partir da próxima segunda-feira (02).

A oficina é uma introdução ao conhecimento teórico e prático, com relação à criação e execução do desenho nas revistas em quadrinhos. “O objetivo é fazer com que o aluno que já possua alguma habilidade no desenho e aprenda a elaborar, organizar e formatar uma história voltada para o mundo das revistas. Ao término da oficina, espera-se que o aluno realize um pequeno projeto de uma história em quadrinhos”, explicou Jackes Rocha, facilitador da oficina.

Servidor da Fundação Municipal de Cultura (Func), Jackes Rocha tem formação em Artes pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA, com habilitação em Desenho. O público alvo inclui jovens a partir de 15 anos que queiram aprender as técnicas da criação de uma revista em quadrinhos.

Os participantes aprenderão técnicas de produção de história em quadrinhos, como elaboração de roteiro, storyboard, diagramação, tipos de balões, uso de onomatopeias, final da história e título. A metodologia inclui aulas práticas com o conteúdo exclusivamente voltado para a execução da narrativa em quadrinhos. “Essa oficina é importante porque desperta nos jovens o interesse pelo desenho, e, sobretudo, a criação em jovens que não tem acesso a uma oficina desse tipo, que talvez desperte algum talento que se encontra adormecido pela cidade”, diz Jordânia Pessoa, diretora do Centro de Artes Japiaçu.

Para o presidente da Func, Marlon Botão, a oficina tem um importante trabalho de fomento para a produção artística local. “As oficinas fazem parte da política de fomento que a Func pretende ampliar em 2015. A sensibilização destes jovens possibilitará tanto a ocupação social com uma atividade profissional quanto a descoberta de talentos artísticos”, disse Botão.

A galeria já abrigou ações culturais importantes, desde o início de 2013, tais como lançamentos de livros e de revistas culturais, oficinas de artes visuais (cerâmica, máscaras carnavalescas, de cinema e vídeo, de reciclagem, dentre outras), desfile de coleções artísticas, exibição de filmes, realização de palestras e seminários, além das exposições costumeiras e do Salão de Artes Visuais de São Luís. “Estamos iniciando nossa parceria com o CAJ, equipamento da FUNC que possui vários facilitadores de gabarito; como dispomos de espaço na galeria, deficiência do CAJ, resolvemos unir forças e dar início a uma série de ações conjuntas que, acredito, apresentará resultados bastante promissores”, informa Paulo Melo Sousa, diretor da Galeria Trapiche.

As inscrições, gratuitas, estão sendo feitas na Galeria Trapiche Santo Ângelo (Av. Vitorino Freire, s/nº, Praia Grande – Centro Histórico de São Luís), no horário da tarde. São apenas 10 vagas para jovens com idade a partir dos 15 anos. A oficina terá 15 horas aula, e acontecerá nas dependências da Galeria Trapiche, nas segundas e quartas-feiras, das 14 às 17 horas. Informações pelo fone: 991432178.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.