Prefeitura capacita vendedores informais de alimentos

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa), promoveu nesta quarta (3) e quinta-feira (4) o curso “Boas Práticas de Manipulação de Alimentos (BPMA)”. A ação foi voltada para os vendedores informais de alimentos que vão trabalhar nos circuitos que integram a programação do “Carnaval de Todos”, realizado pelo Município e pelo governo do Estado.

Os participantes do curso BPMA receberam orientações sobre como receber, armazenar e manipular os alimentos de forma adequada, seguindo as normas higiênico-sanitárias. Um total de 35 vendedores participou da capacitação. A capacitação é realizada em parceria com a Superintendência Municipal de Vigilância Sanitária e a Blitz Urbana.

A nutricionista e titular da Sema, Fatima Ribeiro, alerta que neste período é comum as pessoas não terem atenção ao que estão consumindo ou observar os manipuladores. “O resultado são problemas gastrointestinais que podem acabar com a festa. Por isso, a importância deste curso como alerta e atualização”, pontuou a secretária municipal de Segurança Alimentar, Fatima Ribeiro.

A nutricionista da Semsa e uma das coordenadoras do curso, Valéria Moraes, lembra que todo vendedor ambulante autorizado a comercializar alimentos e bebidas no período de carnaval, deve participar do curso. “A Vigilância realiza fiscalizações cobrando o curso e quem não possui a comprovação pode ser impedido de comercializar”, explica.

Elaine Costa, 32 anos, vai trabalhar no período com a venda de churrasquinho e pela primeira vez participou do curso. “Para aprender mais. É sempre bom a gente se reciclar para atender melhor o cliente”, disse. A vendedora garantiu que os ensinamentos do curso já são uma rotina no trabalho. “Não uso acessórios, sempre prendo o cabelo e uso touca para manipular o alimento”, afirmou. Participante de várias capacitações em BPMA, o chefe de cozinha Reginaldo Chagas, 30 anos, pontuou a importância da formação. “É necessário aprender e pôr as orientações em prática. É bom para a gente e nosso cliente”, disse.

FISCALIZAÇÃO

Por ocasião das festas, as fiscalizações no comércio informal de alimentos são intensificadas pela Vigilância Sanitária. As vistorias verificam as condições de higiene e acondicionamento dos alimentos. São alvo a procedência e condições do gelo usado para conservar as bebidas; se é obedecida a separação entre quem atende e quem manipula o dinheiro; e também são analisadas as condições de higiene das barracas.

A ação ocorre também no sentindo de orientar para a correta manipulação dos alimentos e, dessa forma, garantir que os comerciantes possam trabalhar dentro das normas. Em caso de inadequações, os alimentos podem ser apreendidos e inutilizados. Os vendedores em condições irregulares poderão ainda ser autuados e ter a venda suspensa.

QUALIFICAÇÃO

O cronograma de atividades da Semsa para o período de Carnaval está em fase de planejamento e vai incluir capacitação de vendedores em BPMA e orientação do público. O BPMA é oferecido regularmente na grade de cursos da Semsa e em datas comemorativas como Carnaval, Festas Juninas, eventos que reúnem grande público. Em 2015, a Semsa capacitou mais de mil vendedores e comerciantes de alimentos. O curso pode ainda ser solicitado na sede da secretaria, à Rua Celso Magalhães, s/n, Centro, ou pelo 3212.8350.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.