Polícia procura suspeito de matar cinegrafista em Imperatriz

 

police2

A polícia já começou a investigar o caso do cinegrafista e produtor de TV, José Ribamar Carvalho Filho, que foi assassinado na noite do último sábado (29), em um bar localizado na cidade de Imperatriz, a 626 km de São Luís. Ninguém ainda foi preso até o momento.

Para manter o sigilo do caso, a equipe policial resolveu não divulgar a motivação do crime. Segundo a polícia, as imagens das câmeras de segurança, que estão instaladas em várias casas na rua onde o cinegrafista foi morto, serão utilizadas para tentar identificar o assassino, que deixou o local em uma moto.

A dona do bar, Florentina da Conceição, afirma que viu um homem usando capacete e com uma arma na mão deixando o local do crime logo após efetuar os disparos. “Logo eu entrei de uma vez. Quando eu entrei de uma vez eu topei com ele vindo lá de dentro, passou e foi lá embora com a arma na mão”.

 

Entenda
José de Ribamar Carvalho Filho estava acompanhado dos dois filhos quando foi abordado pelo assassino. Ele ainda correu para os fundos do bar, mas ficou sem saída e levou cinco tiros. Levado para o hospital, o cinegrafista de 48 anos de idade, não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo no Hospital Municipal da cidade.

No velório, realizado no domingo (30) na Capela Mortuária da Igreja Santa Tereza d’Ávila, o pai da vítima, ainda perplexo com o fim trágico do filho, disse que ele não tinha nenhum inimigo. “Não tinha nenhuma rixa e não reclama de nenhuma ameaça e se alguém tinha não tinha declarado pra ele ainda”.

José de Ribamar, que era conhecido como ‘Carvalho’ no meio da imprensa, era produtor e cinegrafista de um programa policial independente, exibido no canal 21. A violência do crime chocou todos os seus amigos. O assessor-geral de comunicação de Imperatriz, Elson Araújo, espera que o crime seja logo solucionado.

“A nossa torcida como comunicador social, como amigo do Carvalho, como amigo da família é que esse crime não se enquadre naquilo que ao longo dos anos nós comunicadores convencionamos chamar de “galeria dos insolúveis”, ressalta.

Em nota, o governo do Estado do Maranhão lamentou a morte do cinegrafista José de Ribamar Carvalho Filho e afirmou que ele era considerado um profissional muito querido em Imperatriz pela sua competência e dedicação ao trabalho. Já a Secretaria de Estado de Segurança Pública, informou que o trabalho de investigação será intensificado.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.