Osorio é o novo técnico do São Paulo

O São Paulo acertou nesta terça-feira a contratação do técnico colombiano Juan Carlos Osorio, de 53 anos, para comandar a equipe por duas temporadas.

O treinador, que estava no Atlético Nacional de Medellín, chega para ganhar a vaga deixada por Muricy Ramalho e que era interinamente ocupada por Milton Cruz, que trabalhou em dez partidas, obtendo sete vitórias e três derrotas.

O novo treinador será apresentado pelo São Paulo nesta quinta-feira.

Osorio foi um meio-campista que, como jogador, fez toda sua carreira no Deportivo Pereira na década de 80. Abandonou a carreira por causa de uma grave lesão no joelho. Ele é um estudioso do futebol. Tem a licença “A” para treinadores da UEFA, fez faculdade de gestão técnica pela Associação Holandesa de futebol e pós-graduação em ciências do futebol na universidade de Liverpool. Iniciou sua carreira fazendo parte de comissões técnicas de equipes amadoras dos Estados Unidos.

Em 2001, foi convidado pelo então técnico Kevin Keegan a trabalhar como auxiliar técnico no Manchester City, onde permaneceu até 2006. Nessa época, o clube não tinha o poderio financeiro que possui hoje. De lá, resolveu começar sua carreira como treinador e o primeiro clube foi o Millonarios de Bogotá, onde permaneceu por uma temporada. Em seguida, vieram passagens por Chicago Fire, New York Red Bulls, Once Caldas e finalmente o Atlético Nacional, onde está desde 2012.

No seu atual clube, foi o responsável pela mudança de filosofia. O Nacional, que antes apostava em grandes estrelas do futebol colombiano, passou a apostar em pratas da casa. No período em que esteve à frente da equipe, foram seis títulos conquistados: torneio Copa da Colômbia 2012, Superliga da Colômbia 2012, torneio Apertura 2013, torneio Finalizacion 2013, Copa da Colômbia 2013 e torneio Apertura 2014. No ano passado, foi finalista da Copa Sul-Americana, inclusive eliminando o São Paulo na semifinal, mas perdeu a decisão para o River Plate.

Dentro de campo, ele chama a atenção por seus métodos. Costuma usar ternos (motivo que o fez ganhar apelido de lorde na Colômbia) e sempre entra em campo com um caderno e duas canetas, uma azul e uma vermelha. A primeira é usada para fazer anotações positivas e a segunda, negativas. Durante os jogos, ele entrega papéis com orientações aos seus jogadores.

Osorio chega ao São Paulo num momento em que a diretoria tricolor também resolveu apostar em uma nova filosofia. O presidente Carlos Miguel Aidar acredita que um técnico estrangeiro poderá ser o diferencial que fará o time crescer na temporada

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.