Morre Maria Paiva ex- presidente da Quadrilha Sereia da Mata

Morreu na manhã desta terça -feira (25), a ex- presidente do extinto Grupo Junino da Vila Embratel Sereia da Mata, Maria de Almeida Pereira Paiva a “Maria” Paiva como era carinhosamente conhecida no bairro.

Ela estava internada em uma UTI do Hospital Geral de São Luís, sendo vítima de uma parada cardiorrespiratória, após sofrer uma infecção generalizada, causada por uma bactéria.

Histórico

Maria Paiva teve sua trajetória comunitária marcada pela atuação no esporte e na cultura folclórica da Vila Embratel, iniciou sua carreira criando um único time de futebol feminino na região do Itaqui – Bacanga, e a Quadrilha Junina Sereia da Mata, sempre com apoio do esposo,   Luís Reis de Franca Pereira, o “Seu Luizão” como é chamado.

Dos anos 80 até 2011, ela comandava o grupo junino em vários arraiais de São Luís, entre eles, Viva Vila Embratel, Laços de Felicidade, e Arraial da Amizade.

Maria da Sereia da Mata tinha 57 anos, morou muitos anos  na Vila Embratel, mas passou a sua sede social do grupo  para o bairro do Desterro onde residia atualmente, na  Rua da Palma,  construindo  uma pequena panificadora .

O corpo da saudosa comunitária foi velado na residência do  irmão na Rua da Paz, nº 05 – Piancó – área Itaqui-Bacanga. O sepultamento ocorreu na manhã desta quarta-feira (06) no Cemitério do Residencial Paraíso

O movimento de Articulação Comunitária da Área Itaqui – Bacanga – MACAIB e a Federação das Entidades da Área Itaqui – Bacanga (FEIBA) emitiram nota de passar a ex- integrante da cultura da Vila Embratel

NOTA DE FALECIMENTO – MACAIB

Bravos e bravas é lamentável informarmos que faleceu a nossa brava amiga D. Maria Paiva esposa do nosso amigo Luís. Pra quem não lembra, vou informar: passou a sua sede social para o bairro do Desterro onde residia até então a saudosa Maria Paiva que após ter se convertido ao Deus de Abrão, ela deixou de promover o grupo folclórico Sereia da Mata. Ela estava doente e veio a óbito hoje pela manhã

A saudosa D. Maria Paiva não foi só uma promotora cultural, mas do que isso, ela foi uma líder comunitária que muito atuou nas lutas históricas do Movimento MACAIB.Ela tem o seu registro marcado nas grandes conquistas das comunidades de São Luís, principalmente na área Itaqui-Bacanga. Ela sempre foi uma pessoa amiga do seu próximo, ela sempre dividia o pão com quem a procurava, essa era uma das suas qualidades, e quando ela não tinha, ela praticava uma forma solidária envolvendo a comunidade para ajudar sempre aquele menos favorecido. Repito, essa era uma das suas principais qualidades. D. Maria Paiva, brava companheira, que Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó conforte o coração de cada um dos seus familiares, fortalecendo-os neste momento de dor e assim também todos nós seus

Amigos. A D. Maria Paiva já era evangélica servindo o nosso Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, neste entendimento que ela descanse nos braços desse nosso pai eterno.

Sebastião Santos Líder do MACAIB

NOTA DE PESAR DA FEIBA

É com todo pesar tristeza o falecimento de nossa querida amiga Maria Paiva. Ele parte deixando-nos muitas lições e ética  comunitárias

As pessoas são insubstituíveis em sua existência, e quando são especiais, além da falta que fazem àqueles que as amam, deixando a nossa cultura de luto. Sem o nossa amiga, a nossa cultura perde um pouco do seu brilho, alegria e cor.

Não temos palavras para expressar os nossos sentimentos.

Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor. Que a luz e o amor divino pairem sobre a alma de quem sofre esta imensurável perda, e os console e lhes dê serenidade para atravessar esta tempestade.

Mauro Garcia presidente da FEIBA

 

 

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.