Missionária da Adventista morre eletrocutada durante culto em Junco do Maranhão

Uma tragédia na noite deste domingo (30) tirou a vida da professora Adriana Sales (28 anos), ela veio a óbito após  pegar uma forte  descarga elétrica ao tocar  num microfone no momento em que se preparava para fazer  uma pregação na  Igreja Adventista do Sétimo, a

Segundo alguns especialistas, um dos motivos que ocasionou o trágico acidente, seria uma    falha no aterramento dos equipamentos de áudio, no caso  a falta de aterramento ,  o que poderia ter causado  a forte descargas elétrica no  microfones, que a vitima usava , provocando sua  morte  na noite do ultimo domingo (30), quando ela  participava de um  culto, e  foi chamada para fazer o uso da palavra, e ao tocar no aparelho  recebeu a  forte descarga.

Adriana Salles tinha 28 anos de idade, era casada, mãe de um filho, frequentava a Igreja Adventista do Sétimo Dia, na Pequena Cidade de Junco do Maranhão, a 474 -(km) da Capital São Luís.

A vitima era Professora e trabalhava na Secretaria Municipal de Educação em Junco do

Por Mauro Garcia

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.