Mesmo com restrições médicas, Bolsonaro faz live de três minutos em hospital

SÃO PAULO – O presidente Jair Bolsonaro fez nesta quinta-feira, às 19h, uma transmissão ao vivo pelo Facebook direto do hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde está internado. A recuperação da cirurgia para a correção de uma hérnia incisional fez com que ele reduzisse o tempo da live semanal: em geral, ela dura cerca de 15 minutos de duração e hoje teve apenas 3 minutos. Por ordens médicas, Bolsonaro deve evitar falar.

“Como toda semana, tenho muita coisa boa a informar ao Brasil”, afirmou Bolsonaro no início do vídeo.

O presidente estava sentado, diante de uma mesa, sobre a qual estavam duas folhas de anotações, um caderninho e um boné verde oliva em que se lia a frase “ Make Brazil Great Again ” (inspirada no slogan de campanha do presidente americano Donald Trump).

O presidente leu, com a voz firme, sete tópicos de “boas notícias”. Entre eles, Bolsonaro disse que a isenção de vistos para americanos, feita de forma unilateral pelo governo brasileiro,  “influencia positivamente os números do turismo e de negócios do Brasil”. Ele citou ainda a habilitação de 25 novos frigoríficos chineses.

Bolsonaro não deu detalhes sobre o próprio estado de saúde. Desde terça-feira, ela usa uma sonda nasogástrica e teve a alimentação líquida suspensa. Nesta quinta, a licença dele da Presidência foi prorrogada em quatro dias — o cargo deve ser reassumido na terça-feira.

Aos seguidores, por escrito, o presidente se limitou a agradecer mais cedo aos médicos Antônio Luiz Macedo, cirurgião que o operou agora, e Luiz Henrique Borsato, o primeiro médico a atendê-lo depois da facada em Juiz de Fora (MG), no ano passado. Borsato esteve hoje pela manhã no hospital em São Paulo para visitar Bolsonaro.

“Uma visita que não tinha como eu não me emocionar”, disse o presidente.

(* Do jornal Valor Econômico)

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.