Medina vence e avança, após tubarão paralisar etapa

Em 2015, Mick Fanning escapou ileso de um ataque de tubarão em plena final em Jeffreys Bay. Mas parece mesmo que o tricampeão mundial tem um imã para tubarões. Nas quartas, em bateria contra o brasileiro Gabriel Medina nesta quarta-feira, o australiano voltou a se encontrar com o predador.

Desta vez, a WSL agiu rápido. O paulista vencia por 17.40 a 11.00 quando a sirene tocou três vezes – forma encontrada pela entidade para avisar sobre a presença dos animais. Os jet skis se aproximaram dos surfistas e os tiraram da zona de perigo. Nas imagens aéreas feitas por um drone, é possível perceber um grande tubarão nadando ali ao lado. A etapa ficou paralisada por algum tempo, mas a organização decidiu retomar as atividades. Os competidores voltaram ao line-up para os cinco minutos finais, e o panorama se manteve o mesmo, com 17.40 a 11.33 para o brasuca. Assim, Medina carimbou o passaporte para a semifinal da sexta etapa do Circuito Mundial de 2017, onde enfrentará o português Frederico Morais.

Fazendo uma etapa excelente, o lusitano provou seu valor ao desbancar ninguém menos que o havaiano John John Florence, atual campeão do mundo, em uma bateria completamente equilibrada. A dianteira trocou de mãos inúmeras vezes. O havaiano conseguiu um 9.00 em sua terceira onda. Até aquele momento, Frederico Morais tinha feito um 8.17 e um 8.23, mas Florence pegou a liderança com um 9.57 na quarta onda. Depois, ele ainda trocou o 9.00 por um 9.10. Fred ensaiou a virada com um 9.77. E, quando parecia que John John garantiria sua classificação para as semifinais, o europeu surpreendeu de vez, desceu de forma perfeita e ganhou uma nota 10, virando o somatório para 19.77. John John deixa J-Bay com total de 18.67 nas quartas. O lusitano pegará Gabriel Medina na semifinal.

A WSL decidiu então paralisar as disputas ao término da bateria entre Frederico Morais e John John Florence. Entrariam na água na sequência o brasileiro Filipe Toledo e o sul-africano Jordy Smith. O atleta local estava muito cansado, pois já tinha entrado no mar duas vezes para competir, e alegou que não competiria mais pelas quartas nesta quarta-feira. A entidade que organiza o Circuito Mundial de Surfe então emitiu um comunicado avisando que o campeonato continua nesta quinta-feira, com nova chamada a partir das 2h (de Brasília). A justificativa usada foi que as ondas já não tinham mais a mesma qualdiade do resto do dia. O SporTV.com acompanha tudo nesta quinta em Tempo Real e ao vivo.

 

Show de Jordy Smith, que bateu Conner Coffin duas vezes

O dia, entretanto, começou com a retomada da bateria entre Filipe Toledo, Jordy Smith. A bateria válida pela quarta fase havia sido interrompida pela presença de tubarões nesta quarta-feira. Na ocasião, os surfistas foram retirados com eficiência da água pela WSL, que decidiu interromper as disputas. A competição então foi reiniciada na madrugada desta quarta-feira em Jeffreys Bay, na África do Sul, colocando o brasileiro, o sul-africano e o australiano frente a frente. E Filipinho deu show, conseguindo um 9.00 e um 10.00 (19.00 no total) e desbancando seus adversários: Jordy fez 17.40 e Julian, 13.50. Logo depois, ainda pelo round 4, foi a vez de Matt Wilkinson, com 17.93, derrotar Michel Bourez e Conner Coffin, com 15.33 e 15.20.

Pouco depois, no round 5, Mick Fanning despachou o francês Joan Duru com 16.80 contra 15.27 em uma bateria equilibrada. John John Florence mandou Owen Wright para casa com 16.50 contra 14.50. Julian Wilson fez 15.94 contra 8.33 de Michel Bourez. E Jordy Smith mandou muito bem ao vencer Conner Coffin. Entretanto, o americano entrou com um recurso na WSL para pedir que a bateria fosse zerada e recomeçassse do zero alegando que não teriam visto um tubo dele na finalização de sua primeira onda. Os comissários da WSL, em conjunto com o head judge Richard Porta aceitaram o recurso e colocaram a bateria na água novamente. Jordy precisou ganhar de novo, e o fez com autoridade: 19.37 contra 17.74 do adversário, contabilizando um 10.00 – seu terceiro na etapa – e um 9.37. Assim, foi às quartas de final.

Fonte: Globo Esporte

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.