Marinha vai abrir seleção com 15 vagas para Quadro Técnico do Corpo Auxiliar

Marinha do Brasil vai abrir um processo seletivo — para ambos os sexos — com 15 vagas para ingresso no Quadro Técnico do Corpo Auxiliar da Marinha (CP-T), em 2020. Poderão concorrer bacharéis/licenciados nas áreas de Ciências Biológicas, Comunicação Social, Direito, Estatística, Informática, Letras-Português (licenciatura), Pedagogia, Segurança do Tráfego Aquaviário e Serviço Social. As inscrições estarão abertas de 16 a 30 de março. O edital estará disponível no site www.ingressonamarinha.mar.mil.br. A taxa de participação será de R$ 126.

Para participar da seleção, será preciso ser ser brasileiro nato, ter menos de 36 anos no dia 1º de janeiro de 2021, ter idoneidade moral (a ser apurada por intermédio de averiguação da vida pregressa) e estar em dia com as obrigações militares e eleitorais. Ainda será necessário ter altura mínima de 1,54m e máxima de 2m.

O candidato também não poderá estar na condição de réu em ação penal nem ter sido, nos últimos cinco anos, responsabilizado por ato lesivo ao patrimônio público ou condenado em processo criminal com sentença transitada em julgado.

Também será preciso ter registro no órgão fiscalizador de sua profissão, até a data da matrícula no curso. Essa condição não se aplica aos candidatos formados em Direito.

Se for militar ou integrante da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros em atividade, será necessário estar autorizado a participar do processo seletivo pela respectiva Força Armada ou Força Auxiliar. Se foi ex-integrante, o interessado não pode ter sido demitido ex officio por ter sido declarado indigno para o oficialato ou incompatível, excluído ou licenciado a bem da disciplina, salvo em caso de reabilitação.

Etapas

A seleção terá as seguintes etapas: prova escrita objetiva de conhecimentos profissionais, prova discursiva apenas para a profissão de Direito e redação. Haverá ainda verificação de dados biográficos, inspeção de saúde, teste de aptidão física, avaliação psicológica, verificação de documentos, prova de títulos e procedimento de heteroidentificação complementar à autodeclaração (para candidatos declarados negros).

Formação

Os candidatos aprovados passarão por um curso de formação de oficiais com duração de 31 semanas. Logo no início, haverá um período de adaptação de três semanas. Ainda durante o curso, os selecionados farão um estágio de aplicação, com duração de até quatro semanas.

Durante a formação, o guarda-marinha terá remuneração bruta de R$ 9.070,60 — sendo R$ 7.315 de soldo militar, R$ 1.389,85 de adicional militar e R$ 365,75 de compensação por disponibilidade militar. Terá ainda alimentação, uniforme e assistências médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.

Fonte: Extra

Foto: Reprodução

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.