Maranhão reduz em 40% internações com vítimas de acidentes de trânsito

O Governo do Maranhão comemora o resultado do levantamento realizado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), que contempla o Estado com uma redução de 40% no número de internações por acidentes de trânsito. Apenas cinco estados brasileiros registraram essa queda: Maranhão (40%), Rio Grande do Sul (22%), Paraíba (20%), Distrito Federal (16%) e Rio de Janeiro (2%). De acordo com o levantamento, em média, a cada um minuto, cinco pessoas morrem vítimas de acidente no trânsito. O levantamento foi realizado no período de 2008 a 2019.

Nos últimos quatro anos, o Governo do Estado do Maranhão, por meio do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), vem trabalhando intensivamente para melhorar o trânsito e reduzir os índices de acidentes com vítimas fatais, por meio de ações educativas direcionadas à toda sociedade. São diversas atividades, permanentes, que têm contribuído para a mudança do comportamento dos condutores e pedestres em todo o Estado.

Para isto acontecer, o Detran-MA criou novas equipes de educadores para a Coordenação de Educação para o Trânsito, e elaborou programas e campanhas que levam, sistematicamente, variadas ações, como palestras em escolas, empresas e instituições públicas e privadas, ações nas faixas de pedestres e de distribuição de material educativo nos ambientes de grande movimentação pública como bares, restaurantes, ruas e avenidas da Região Metropolitana de São Luís e de municípios maranhenses.

Além disso, efetivou vários projetos educativos, entre eles “Conhecendo o Detran” e “Condutores do Amanhã”, que oferecem, a crianças da educação básica, visitas na sede do órgão, em setores como atendimento ao público, vistoria e emplacamento, e, para alunos do ensino médio, orientações sobre o processo de obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O órgão destaca, ainda, o Projeto “Direção Certa”, que promove a conscientização do público, em bares e restaurantes, sobre o perigo de dirigir um veículo após o consumo de bebida alcoólica.

Para a diretora geral do Detran-MA,  Larissa Abdalla Britto, o esforço para conscientizar a sociedade sobre suas responsabilidades no trânsito já apresenta muitos resultados positivos. “Durante quatro anos, o Detran-MA colocou como prioridade as ações educativas como meta de redução de acidentes no trânsito. Ao aderir a este compromisso, o Detran-MA fortalece suas atividades em todo o Maranhão, e cumpre uma das suas principais missões, que é a de salvar vidas”, destaca.

A coordenadora de Educação para o Trânsito do Detran-MA, Rositânia de Farias, reforça que as ações educativas do órgão foram intensificadas nos últimos anos, com o objetivo de mudar os índices de acidentes de trânsito em São Luís e nos municípios maranhenses, com o apoio das 15 Circunscrições Regionais do Maranhão (Ciretrans).

“As ações educativas contam com o apoio da sociedade. Durante as nossas atividades explicamos que muitos acidentes acontecem devido atitudes erradas do condutor ou pedestre, que não respeitou as regras de trânsito. No Maranhão, as equipes de educação do Detran-MA trabalham muito para ressaltar que o comportamento humano é responsável pela mudança na estatística de acidentes de trânsito”, destaca.

Custos para o SUS

O levantamento do Conselho Federal de Medicina (CFM) aponta ainda que, de 2009 a 2018, os acidentes nas ruas e estradas do país deixaram mais de 1,6 milhão de feridos, gerando um custo direto de quase R$ 3 bilhões para o Sistema Único de Saúde (SUS). Isso prova que os acidentes de trânsito constituem um grave problema de saúde pública e que provoca sobrecarga nos serviços de assistência, em especial nos prontos-socorros e nas alas de internação dos hospitais.

Se por um lado as tragédias no trânsito trazem dor e sofrimentos aos pacientes e seus familiares, por outro, elas também estendem suas consequências para o bolso dos brasileiros. Na última década, as internações hospitalares decorrentes de acidentes de trânsito consumiram cerca de R$ 2,9 bilhões do SUS, em valores atualizados pela inflação do período.

Segundo a análise do CFM, a cada hora, em média, cerca de 20 pessoas dão entrada em um hospital da rede pública de saúde com ferimento grave decorrente de acidente de transporte terrestre. Ao avaliar o volume total de vítimas graves do tráfego nos últimos dez anos (1.636.878), é possível verificar que 60% desses casos envolveram vítimas com idade entre 15 e 39 anos, sendo menor a frequência nas faixas etárias que vão de zero a 14 anos (8,2%) e em maiores de 60 anos (8,4%). Outra constatação: quase 80% das vítimas eram do sexo masculino.

Projetos da Educação para o Trânsito do Detran-MA

Projeto Detran vai à Escola – Palestras e atividades lúdicas com foco na segurança no trânsito em escolas das redes pública e privada.

Projeto Conhecendo o Detran – Alunos das redes pública e privada visitam a sede do Detran-MA e conhecem o funcionamento dos setores do departamento.

Projeto Detran Volante – Educadores do trânsito palestram para colaboradores de empresas públicas e privadas da Ragião Metropolitana de São Luís.

Projeto Condutores do Amanhã – Oferece a alunos do ensino médio orientações sobre o processo obrigatório de obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Projeto Direção Certa – Visita de educadores em bares e restaurantes da capital e municípios orientando o público sobre o perigo de dirigir sob a influência de bebidas alcoólicas.

Projeto Humanizar – Parceria com pessoas com deficiência vítimas de acidentes de trânsito que, juntamente com os educadores da Instituição, realizam palestras para sensibilizar a população sobre a importância do trânsito seguro.

Projeto Férias em Trânsito – Ações de conscientização sobre segurança viária realizadas no período de férias, na capital e municípios maranhenses.

Projeto Se Liga na Via – Blitzen com caráter educativo realizadas nas avenidas para orientar condutores sobre a Lei Seca e os perigos de dirigir sob o efeito de bebidas alcoólicas.

Projeto Faixa de Pedestre – Durante o ano, são realizadas ações nas faixas de pedestre das avenidas da capital e municípios maranhenses, chamando a atenção dos condutores para o respeito à faixa de travessia dos pedestres.

Campanhas:
– Carnaval, Movimento Maio Amarelo, Semana Nacional de Trânsito, Outubro Rosa e Novembro Azul

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.