Manifestantes são presos ao queimar bandeira dos EUA em convenção

Dois agentes tiveram ferimentos leves e 17 manifestantes foram detidos após um jovem tentar incendiar uma bandeira americana no centro de Cleveland, nesta quarta (20), segundo a polícia local.

O episódio atraiu cerca de 200 agentes, alguns equipados com extintores de incêndio. Depois de tentar pôr fogo na flâmula, o manifestante (identificado como um “comunista revolucionário”) tentou se queimar.

As chamas foram apagadas sem maiores danos, disse a polícia.

O perímetro virou epicentro para protestos pró e contra Trump e fica a poucos blocos da arena que sedia a Convenção Nacional Republicana.

Na confusão de quarta, um agente recebeu um soco, e outro foi empurrado, ainda segundo as autoridades.

Com as prisões do dia, o total de pessoas detidas durante a convenção que chancelou a candidatura de Donald Trump chega a 22.

As acusações contra a trupe presa incluem resistência à polícia e recusa em dispersar. Trata-se, até agora, do incidente mais grave numa semana sem maiores embates entre forças da lei e manifestantes. Com informações da Folhapress.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.