Manifestantes bloqueiam vias do Grande Recife em protesto contra reforma da Previdência

Dois pontos da BR-101 foram interditados com queima de pneus no Recife e em Jaboatão. Via foi liberada por volta das 8h10.

nifestantes ligados a movimentos sociais interditaram vias no Grande Recife, nesta quarta-feira (15), em protesto contra a reforma da Previdência. Houve bloqueios na BR-101, tanto na altura da fábrica da Vitarella, em Jaboatão dos Guararapes, quanto na altura do Viaduto de Jardim São Paulo, na Zona Oeste do Recife.

Segundo o Movimento Trabalhadores Sem Teto, cerca de 150 pessoas participaram do ato na BR-101. A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não divulgaram números. Os dois trechos foram liberados por volta das 8h10, mas o trânsito seguia lento.

Os protestos contra a reforma da Previdência afetam também o serviço de metrô e parte das escolas do Recife. Os Veículos Leves sobre Trilhos (VLT) não estão circulando, enquanto as linhas Sul e Centro do metrô funcionam apenas no horário de pico, segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU).

Em Jaboatão, o movimento foi liderado pelo Movimento de Luta dos Bairros e Favelas. A interdição aconteceu apenas no sentido subúrbio-cidade, por volta das 7h40. No mesmo horário, os dois sentidos da BR-101, na altura de Jardim São Paulo, estavam interditados por manifestantes ligados à Frente de Luta Povo Sem Medo e Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

RECIFE: Protesto interdita também vias de acesso à BR-101, no bairro de Jardim São Paulo (Foto: Maurílio Coelho/WhatsApp)

RECIFE: Protesto interdita também vias de acesso à BR-101, no bairro de Jardim São Paulo (Foto: Maurílio Coelho/WhatsApp)

O morador Maurílio Coelho fez o registro do protesto enquanto esperava o ônibus para trabalhar, por volta das 7h10. Por conta do protesto, diz que vai se atrasar para o serviço. “Tenho que pegar o ônibus para depois pegar o metrô. Estou aqui esperando ainda, mas não sei que horas vou chegar no trabalho. Era para estar lá às 8h”, lamenta.

Manifestantes bloqueiam circulação de veículos na BR-101, no Grande Recife

Educação

Parte das escolas municipais do Recife não vão ter aula nesta quarta-feira (15), uma vez que o sindicato dos professores aderiu ao movimento de paralisação em protesto contra a reforma da Previdência. Segundo a Secretaria de Educação da capital, a orientação é que os pais e alunos entrem em contato com a escola.

As linhas Centro e Sul do metrô do Recife funcionam em horário reduzido nesta quarta-feira (15), segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos. Os trens dessas linhas circulam das 5h às 9h e das 16h às 20h, que correspondem aos horários de pico do sistema metroviário. Além dessa mudança, a Linha Diesel (VLT) não opera ao longo do dia pelo mesmo motivo.

O Sindicato dos Metroviários de Pernambuco realizou uma assembleia em que foi definida a paralisação, na terça (14). Ainda segundo a Companhia, a circulação de trens volta ao horário habitual, das 5h às 23h, na quinta-feira (16).

Responsável por representar os motoristas e cobradores de ônibus, o Sindicato dos Rodoviários informou que não orientou a categoria a parar, mas que vai participar de atos ao longo do dia. “Onde tiver protesto, pode ser que algum motorista pare. A reforma da Previdência como está, não dá. O problema não é só a questão da idade miníma”, pontuou o presidente do sindicato, Benilson Custódio, apontando que a população não vai ser prejudicada.

FONTE: G1

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.