Mais uma mulher morre em lipo e plástica nos seios

 

Uma mulher de 33 anos morreu no último domingo (13), depois ter passado por duas cirurgias plásticas na sexta-feira (11), no Hospital Militar de Cuiabá, em Mato Grosso, segundo informações do G1.

A assessoria do hospital contou ao G1 que alugou o centro cirúrgico para a equipe médica fazer cirurgia e que, mesmo não sendo de responsabilidade da unidade de saúde, foi dada a assistência necessária para a paciente, após complicações.

A família registrou uma denúncia na Polícia Civil. Segundo a polícia, a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) vai investigar as circunstâncias da morte de Daniele.

Laíza Cardoso, amiga de Daniele, informou ao G1 que Daniele conheceu o médico que fez a cirurgia por meio de um grupo no Facebook, cuja proposta é oferecer cirurgias plásticas a preços bem abaixo dos praticados no mercado.

O G1 entrou em contato com a clínica, disponibilizado na página denominada “Plástica para Todos”, a qual informou que somente se manifestará sobre o assunto após laudo apontar as causas da morte.

Daniele passou por cirurgias de lipoescultura e mamoplastia, na sexta-feira, pelo custo de R$ 6 mil.

 Depois dos procedimentos, quando já estava no quarto e consciente, segundo a amiga, ela começou a reclamar de dores e formigamentos nas pernas, ficou sonolenta e teve parada cardíaca.A companheira dela, que a acompanhava no pós-operatório, pediu socorro. “Houve demora na reanimação, porque lá (no hospital) não tem UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e ela teve de ser transferida para outro hospital, onde fizeram de um tudo para reanimá-la”, contou Laíza.

Nesse outro hospital, ela passou quase dois dias internada, na UTI. A paciente, então, teve morte cerebral, ainda de acordo com Laíza ao G1.

Daniele deixou uma filha de quatro anos.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.