Magazine Luiza lança o maior movimento de troca de celulares de sua história

O Magazine Luiza, uma plataforma digital que já eliminou as fronteiras entre o varejo físico e virtual, acaba de lançar uma das maiores ações de venda de smartphones da história. No Smartphoniza Brasil – nome dado à campanha – o cliente pode utilizar qualquer celular usado para deduzir o valor da compra de um celular novo em uma das 959 lojas ou no site da rede. A economia no valor pode chegar a mais de 2 500 reais dependendo do valor da avaliação do aparelho usado. A ação é semelhante à Sai Zica, promoção do Magalu realizada durante a Copa do Mundo de 2018 para a troca de aparelhos de TV, que resultou em vendas de mais de um milhão de telas.

A dedução total no valor da compra é determinada pelas características do celular usado entregue pelo cliente – avaliadas por um sistema do Magalu operado pelos vendedores — e pelo modelo de smartphone escolhido para a compra.

Se o modelo escolhido for um Samsung S10 – smartphone top de linha da fabricante coreana – a economia garantida é de, no mínimo, 1 300 reais. Assim, o S10, que normalmente custa 4 299 reis, passará a custar 2 999 reais, mais a dedução do valor do celular usado levado pelo cliente. Já o Samsung A9 é vendido com economia garantida de 700 reais, chegando a 1 799 reais, mais o valor do celular usado na troca. E o iPhone 8 Plus garante a economia garantida de 1 000 reais, saindo por 3 599 reais, mais a dedução do aparelho usado oferecido pelo consumidor.

A campanha tem alcance nacional e a expectativa do Magazine Luiza é que milhares de brasileiros troquem os celulares antigos por smartphones que ampliem as possibilidades de transformação pessoal e profissional.

PROPÓSITO E SUSTENTABILIDADE

A campanha Smartphoniza Brasil está diretamente ligada ao propósito do Magalu: incluir os brasileiros no processo de digitalização do país. Atualmente, segundo dados da Anatel, agência que regula o setor de telecomunicações, há 229 milhões de celulares em uso no país.  Mas pelo menos um terço desse total não é compatível, por exemplo, com a tecnologia 4G de conexão. “O smartphone se transformou no grande meio de digitalização em todo o mundo. Um smartphone potente é uma ferramenta de empoderamento”, diz Frederico Trajano, CEO do Magalu. “É um aparelho que vem revolucionando a forma como as pessoas consomem bens e serviços, se relacionam, buscam informação e conhecimento e até exercem a cidadania. Seu impacto no dia a dia é gigantesco.”

Os aparelhos usados e trocados por smartphones novos passarão por um processo de descarte responsável – assim como aconteceu com as TVs usadas trocadas por novas durante a promoção Sai Zica, realizada em 2018. Os celulares serão coletados por uma empresa parceira do Magalu, a Trocafone, de São Paulo. Os modelos mais recentes e em boas condições serão revendidos no site da Trocafone (www.trocafone.com). Os demais serão desmontados para venda das peças ou encaminhados para descarte ecológico pela empresa parceira.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.