Lesão no joelho tira Daniel Alves da Copa do Mundo na Rússia

Daniel Alves está fora da Copa do Mundo. Após exame médico realizado em Paris nesta sexta (11), a CBF concluiu que o lateral não vai se recuperar de lesão no joelho direito a tempo de disputar o Mundial na Rússia.

O Paris Saint-Germain (FRA), clube do jogador, e o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, queriam esperar um período de três semanas para decidir se Alves poderia ir ao torneio ou não. Após este tempo, nova avaliação determinaria a necessidade de cirurgia.

Mas a avaliação de Lasmar nesta sexta é que mesmo que não tenha de ser operado, ele necessitará de mais seis semanas para conseguir voltar a treinar. Isso inviabiliza sua convocação. Tite vai apresentar a lista para o Mundial nesta segunda (14).

Para discutir a situação do lateral, Lasmar e Edu Gaspar, coordenador de seleções, viajaram para Paris para conversar com Alves e médicos do PSG.

O atleta sofreu uma lesão no ligamento do joelho na final da Copa da França, contra o Les Herbiers, na última terça. Foi constatado que o ligamento se desprendeu de um osso.


Primeiro treino de Daniel Alves no PSG (Foto: PSG)

Daniel Alves é o jogador mais rodado da seleção. Ele é o único no grupo de prováveis convocados que ultrapassou a histórica marca de cem partidas -já são 108 jogos pelo Brasil.

Aos 35 anos, Daniel Alves teria na Copa da Rússia provavelmente seu último torneio pela seleção.

Só Philippe Coutinho, Willian, Paulinho e Renato Augusto foram mais assíduos na lista do técnico. Eles ficaram fora apenas uma vez.

Caso o baiano seja cortado, Tite ainda não tem um substituto imediato para a vaga.

Fagner, do Corinthians, é o preferido do técnico. Mas o paulista de 28 anos está também em situação física delicada. Ele se recupera de uma contusão na coxa direita e deve voltar a treinar somente no final do mês de maio. A estimativa de Joaquim Grava, médico do Corinthians, é que ele vai voltar com bola no próximo dia 21.

O jogador tem quatro partidas pela seleção e não fez gol.

Danilo, do Manchester City, é outra opção. Apesar de ter vestido a camisa da seleção 16 vezes, o mineiro de 26 anos teve pouco contato com Tite. Ele só foi titular na vitória em amistoso contra o Japão.

Rafinha, do Bayern de Munique, é o azarão. Embora tenha muita experiência internacional, não tem muitos jogos pela seleção. Com Tite, atuou na goleada por 4 a 0, contra a Austrália, em junho.

Confira a íntegra da nota da CBF:

“Na última quinta-feira (10), o médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, e o coordenador, Edu Gaspar, desembarcaram em Paris para um acompanhamento aprofundado da situação médica ocorrida na final da Copa da França com o lateral direito do Paris Saint-Germain, Daniel Alves.

Como vem ocorrendo desde o início do trabalho, a comissão técnica criou uma importante relação com as equipes do Brasil e do exterior, o que permite acompanhamentos técnicos, físicos e clínicos ‘in loco’, além da participação na tomada de decisões.

Seguindo essa linha de trabalho em conjunto, foram realizados exames complementares minuciosos e confirmado o diagnóstico inicial de lesão do ligamento cruzado anterior, com necessidade de tratamento cirúrgico.

Esgotadas todas as alternativas de recuperação dentro do prazo, constatou-se a impossibilidade da convocação de Daniel Alves para o período de preparação, amistosos e, consequentemente, para a Copa do Mundo.

A comissão técnica da Seleção Brasileira sente pelo o ocorrido e deseja a Daniel Alves uma pronta recuperação para que sua técnica, raça e liderança estejam de volta ao serviço da Amarelinha o mais breve possível.”

Fonte: Folhapress

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.