Homem que torturou e raspou cabelo de ex-mulher havia sido preso

O homem identificado por Rodrigo Groggia Martins, de 32 anos, que filmou a tortura da ex-mulher e raspou seu cabelo, já havia sido preso por tráfico de entorpecentes, diz a Secretaria de Segurança Pública nesta segunda-feira (11). Ele está recluso e na manhã desta segunda foi encaminhado à audiência de custódia, segundo informa o G1.

O caso aconteceu no Jardim Paraíso e foi registrado no 7° Distrito Policial de Guarulhos.

A vítima de agressão, de 26 anos, foi mantida em cárcere privado pelo ex-marido dentro da sua própria casa, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Além de torturada, ela teve o cabelo raspado. O terror começou na quinta-feira (7) e terminou neste sábado (9), contou a mulher ao repórter da TV Globo, Anderson Della Cruz.

As imagens feitas pelo agressor mostram que ele chegou a dar chineladas no rosto dela, bateu com fios e colocou uma arma na boca dela.

Rodrigo foi preso em flagrante e voltou para a prisão. Desta vez, responderá por lesão corporal, sequestro e cárcere privado, violência doméstica e tortura.

A vítima relata que os dois estavam separados e o homem não aceitava o término do relacionamento. Na quinta-feira, ela saiu da padaria onde trabalha como balconista e encontrou o homem em casa.

“Eu me deparei com ele, ele fechou a porta, trancou, eu vi que tinha uma maquininha de cabelo na tomada”.

Ao questionar para que seria a máquina, a mulher levou duas coronhadas, desmaiou e acordou amarrada. “Aí começou a sessão de tortura, me bateu, me deu soco, me deu tapa, chinelada, pegou fios e arrebentou minhas costas”.

O homem foi até a padaria onde a mulher trabalha e levou o patrão dela para dentro da casa. “Falaram para ele que eu estava tendo um caso com o meu patrão”. O homem também foi agredido e torturado, e depois solto pelo criminoso. A vítima disse que não se envolveu com o homem agredido.

Na manhã de sábado, Rodrigo obrigou a mulher a ligar para família e dizer que ia viajar. No entanto, a mãe dela, que tinha a chave da casa, foi até o local e a encontrou. Assim que saiu, foi na delegacia e o denunciou. Os policiais encontraram o homem na casa e o levaram para a delegacia.

A mulher e o ex-marido tiveram dois filhos e ficaram 12 anos juntos. Destes, sete ele estava preso. “Eu visitei ele sete anos. Aí ele saiu tem sete meses e acabou fazendo isso”. Ela afirma estar com medo, que o marido falou que iria matá-la se fosse preso. “Não sei o que vou fazer ainda, mas vou procurar um lugar para ficar com meus filhos em paz, para poder levar minha vida para frente”.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.