Homem é condenado a 25 anos de prisão por feminicídio em Timon

A Justiça do Maranhão condenou Francisco de Assis Sousa a quase 25 anos de prisão em regime fechado pelo crime de feminicídio contra a ex-companheira em Timon, a 450 km de São Luís. Ivelta Gomes da Silva foi assassinada em 2016 com uma série de golpes de faca no pescoço após uma discussão com Francisco que estava inconformado com o fim do relacionamento.

Durante o julgamento, o assassino confesso afirmou que a vítima ainda pediu para que ele não cometesse o crime, já que voltariam a morar juntos. De acordo com a acusação do Ministério Público do Maranhão (MPMA) o assassino dificultou a defesa da vítima já que agiu por motivo fútil, se aproveitou da condição feminina dela.

Ainda segundo MPMA, Francisco era muito ciumento e gostava de impor autoridade sobre a Ivelta. Após o crime, ele trocado a bermuda suja de sangue, trancado a casa e jogado a chave no terraço da residência onde aconteceu o caso.

O acusado foi enquadrado na Lei Maria da Penha, no Código Penal e na Lei de Crimes Hediondos. Ele está preso desde 2016 e desta forma, deve cumprir apenas 22 anos, nove meses e cinco dias da sentença.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.