Governo promove “mamaço” para dar visibilidade à amamentação no Agosto Dourado

Mães lactantes de São Luís participaram, nesta quarta-feira (7), de uma atividade lúdica em apoio à amamentação. A ação, promovida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), reuniu mães assistidas por maternidades de São Luís em um “mamaço”, na escadaria da Rua Graça Aranha, no Centro, e integrava a campanha nacional do Agosto Dourado, que este ano traz o tema “Empoderar mães e pais, favorecer a amamentação. Hoje e para o futuro!”.

“A proposta dessa atividade é dar visibilidade à amamentação, trazendo as mães e seus bebês e chamando a mídia para que a população saiba da importância de apoiar a amamentação, que propicia a nutrição adequada para o bebe até o sexto mês”, destacou Raimunda Formiga, chefe do Departamento de Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente da SES.

Para a ação, foi montada uma sala de apoio a essas mães na sede do Viva Cidadão da Beira-Mar. O ambiente climatizado possuía chão acolchoado, berço, trocadores, além de materiais informativos de apoio, como cartilha da nutrição da mãe e amamentação.

O momento foi para as mães trocarem experiências sobre o aleitamento, se apoiarem no processo. Além disso, uma equipe multidisciplinar estava presente para tirar dúvidas, orientar a pega correta, falar sobre os mitos em torno do tema.

Acompanhada do esposo, da mãe e da filha mais velha, Jéssica Palhano, que está em processo de aleitamento da Daniela, de 3 meses, participou do mamaço e contou sua experiência como doadora do Banco de Leite da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão.

“O início do meu aleitamento foi muito difícil e, por isso, eu quero incentivar as mulheres a não desistirem. No começo dói, você tem muitas dúvidas, o leite não vem, mas com o apoio da minha família eu consegui. Hoje, eu tenho tanto leite que sobra, e eu faço doação ao banco de leite da MACMA, pois sei que muitas crianças lá precisam”, contou.

“Eu quis realmente vir para esse evento para falar do prazer que é amamentar o filho. Acho que esse sentimento, essa positividade tem que ser repassada para as mães, pois o processo muitas vezes é doloroso, o peito dói, fere e as mulheres vão desistindo. Eu estou aqui para dizer que não desistam, que vale a pena”, contou Sandy Bianca Sales Castro, mãe da pequena Helena, de 3 meses.

O mamaço contou com a parceria das Secretarias de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), Instituto de Proteção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon/MA), Sociedade Brasileira Puericultura e Pediatria do Maranhão, Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Secretaria Municipal de Saúde de São Luís (Semus) e Bebê da Vez Assessoria.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.