Governo participa de workshop sobre desafios do mercado de trabalho em Balsas

O secretário de Estado de Trabalho e de Economia Solidária, Jowberth Alves, participou no município de Balsas, do Workshop “Preparando para o Mercado de Trabalho”, promovido pela agência do Sistema Nacional de Empregos (Sine/Balsas), em parceria com a prefeitura municipal, a empresa Asessuas Trabalho e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A atividade aconteceu no auditório do Sebrae e reuniu dezenas de jovens ansiosos pela busca de informações sobre comportamento no mercado de trabalho.

Na ocasião, Jowberth Alves conversou com os jovens sobre os desafios do mercado e as ações da Setres para preparar e garantir emprego e geração de renda para a população maranhense. De acordo com o secretário, a juventude, além das mulheres e da população negra, é prioridade no compromisso da oferta de qualificação profissional do Governo do Estado.

“O Governo tem a preocupação de preparar nossa população para o mercado de trabalho. Para isso, a Setres trabalha para oferecer qualificação profissional que capacite para as necessidades do mercado e, esse ano, temos o compromisso de qualificar cerca de 10 mil trabalhadores, priorizando jovens, mulheres e a população negra, que são as categorias que mais sofrem com a dificuldade para entrar no mercado de trabalho”, destacou.

Na expectativa de iniciar sua primeira experiência profissional após ser encaminhado pelo Sine, o jovem Rodrigo Carvalho, participou do workshop e destaca que os conhecimentos adquiridos no evento, serão importantes para a sua entrada para o mercado de trabalho, bem como para o seu crescimento enquanto pessoa. “Foi muito bom porque trouxe muitos aprendizados que ajudam na nossa construção tanto como trabalhador, como enquanto pessoa, principalmente, para nós que estamos começando a trabalhar agora”, conta Rodrigo.

Para o coordenador do Sine de Balsas, Bruno Ferreira, o evento teve como objetivo, auxiliar na capacitação dos jovens que são encaminhados pelo órgão a vagas disponibilizadas por empresas no município. “As vagas existem, mas nós temos que qualificar para que possamos encaminhar pessoas que estejam aptas a exercer as mais diversas funções que os empregadores disponibilizam em suas empresas e procuram o Sine para fazer a intermediação de mão de obra”, comentou.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.