Governo investe em cadeias produtivas e muda vida de agricultores no Maranhão

Feijão, arroz, mandioca, carne e couro, ovinocaprinocultura, leite, avicultura caipira e industrial, piscicultura, hortifruticultura e mel são as cadeias produtivas trabalhadas pelo Sistema Estadual de Produção e Abastecimento (Sepab), e funciona dentro das ações do Programa Mais Produção. O objetivo é promover o fortalecimento de cada cadeia e dos arranjos produtivos locais em diferentes escalas, agregando valor aos produtos maranhenses, gerando mais riqueza, emprego e renda.

Nesta última semana, os produtores da Associação dos Agricultores do Povoado Vila Nova, do município de Bequimão, comemoraram a entrega de uma agroindústria de beneficiamento de mandioca toda estruturada com equipamentos novos, modernos, de qualidade e nos padrões estabelecidos pela Vigilância Sanitária. Com a entrega, o Governo do Maranhão visa expandir e fortalecer a cadeia produtiva da mandioca, além de gerar trabalho e renda para as famílias.

“O governador está de parabéns por iniciar, concluir e entregar uma obra desse porte para nossa comunidade. Antes, a gente não tinha uma casa de farinha da estrutura da cadeia da mandioca. É um sonho realizado porque agora teremos uma farinha de qualidade e renda garantida”, declarou Silvio Garcia, agricultor e liderança da comunidade Vila Nova, do município de Bequimão.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, a entrega do empreendimento representa mais um passo importante para o fortalecimento da cadeia produtiva da mandioca na região, como também uma oportunidade de geração de trabalho e renda para os agricultores familiares e desenvolvimento para o município de Bequimão.

Seu Raimundo Pereira, conhecido com Pichito, do povoado Jacioca, também do município de Bequimão, é produtor de mandioca e macaxeira. Ele explicou que o apoio do Governo tem ajudado os agricultores a expandir sua produção e melhorar a renda.

“Eu recebi R$ 3 mil, que é a metade do fomento, e investi no aumento da minha produção. Além do recurso, eu tenho acompanhamento técnico que me ajudou a ter uma produção com qualidade. Hoje eu vivo dessa produção. Entrego massa de macaxeira para quatro padarias de Bequimão, de Pinheiro e até para São Luís”, contou todo animado seu Pichito.

A superintendente de Organização Produtiva da SAF, Ladyanne Pinheiro, informou que na cadeia da mandioca o Governo do Estado está atuando em 17 municípios, com investimentos de mais de R$ 2,5 milhões, beneficiando cerca de 700 produtores.

“Entendemos que o agricultor precisa da terra para plantar, precisa de assistência técnica para alavancar a produção, mas ele precisa também de infraestrutura para poder ter renda por meio da agregação de valor do seu produto. Aqui nesta agroindústria, foram investidos quase R$ 200 mil para que os agricultores familiares possam ter um local digno para trabalhar”, pontuou a superintendente.

O Sistema da Agricultura Familiar (SAF, Agerp, Iterma) executa sete cadeias produtivas que estão dentro do Sepab (feijão – caupi, ovinocaprino, aves caipira, mel, caju, mandioca, abacaxi) e mais duas cadeias do Extrativismo da juçara e do babaçu. Ao todo estão sendo investidos mais de R$ 7,7 milhões, beneficiando milhares de famílias em mais de 90 municípios.

Mais Produção

É um grande trabalho realizado em conjunto com as Secretarias Estaduais, com o objetivo de dinamizar a economia do Maranhão e levar mais alimentos e distribuição de riqueza para as pessoas. As ações são realizadas pelas secretarias de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Agricultura e Pecuária (Sagrima), Indústria e Comércio (Seinc), Desenvolvimento Social (Sedes), Trabalho e Economia Solidária (Setres) e Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp).

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.