Governo intensifica combate ao Aedes com capacitação de equipes de 20 municípios

Com ações voltadas para o controle do Aedes aegypti, o Governo do Maranhão realiza, até sexta-feira (26), capacitação teórica e prática de equipes de 20 municípios maranhenses sobre o ciclo evolutivo do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, situação epidemiológica das arboviroses no Maranhão, assim como a relação epidemiológica entre Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) e Ultra Baixo Volume (UBV), em São Luís.

Segundo a secretária adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Waldeise Pereira, a estratégia ampliará o número de profissionais dos municípios maranhenses habilitados na área de aplicação de Ultra Baixo Volume (UBV), além de continuar, de forma permanente, com a mobilização pelo combate do mosquito Aedes. “O curso vai ramificar os profissionais do município sobre a aplicação de Ultra Baixo Volume (UBV). A partir da capacitação, os agentes de endemias vão aplicar o UBV de acordo com os critérios adequados”, destacou.

Nesta quinta-feira (25) e sexta-feira (26), o treinamento prático acontecerá na Central Estadual de Controle de Vetores, localizada na Areinha. Na ocasião, técnicos da Superintendência de Epidemiologia e Controle de Doenças, por meio da Coordenação do Programa de Prevenção e Controle de Arboviroses – dengue, chikungunya e zika, apresentarão técnicas de UBV no combate ao Aedes, aplicação do inseticida, entre outros.

A superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Graça Lírio, a capacitação compõe a agenda de atividades da SES no combate ao mosquito. “Nosso intuito é ampliar o número de equipes no combate ao Aedes que estão atuando nas regionais de saúde do estado. O treinamento serve como forma de capacitação a fim de garantir respostas rápidas quando houver demandas extras”, disse.

Participam do treinamento técnicos dos municípios de Açailândia, Balsas, Barra do Corda, Bacabal, Caxias, Codó, Chapadinha, Itapecuru Mirim, Imperatriz, Presidente Dutra, São João dos Patos, Santa Inês, Timon, Rosário e Zé Doca. Além disso, a capacitação contempla Alcântara, Paço do Lumiar, Raposa, São José de Ribamar e São Luís.

“A formação atualiza os profissionais sobre o manuseio do inseticida, para que assim possamos potencializar o trabalho que já realizamos de verificação nas casas e conscientização das pessoas. O poder público precisa fazer a sua parte, como está fazendo aqui, nos capacitando.  A população também precisa ajudar a eliminar o mosquito”, contou o agente de Endemias de Paço do Lumiar, Luís Magno Azevedo Silva.

O agente de endemias de Alcântara, Edgar Cerejo, ressaltou a importância do treinamento. “Estamos aprendendo a manipular os equipamentos, a utilizar os equipamentos de proteção e aplicá-lo de maneira eficiente para eliminar o mosquito adulto”, explicou.

Ultra Baixo Volume 
A aplicação espacial Ultra Baixo Volume (UBV) é utilizada com nebulizadores costais ou equipamentos acoplados a veículos. A aplicação espacial de inseticidas é utilizada principalmente para o controle do vetor da dengue.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.