Governo implanta pontos de higienização em São Luís para prevenir propagação de Covid-19

A Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid) iniciou a implantação de Pontos de Higienização das mãos. A ação faz parte do conjunto de estratégias que o Governo do Maranhão está adotando para prevenção ao coronavírus (Covid-19). 

Recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), os Pontos de Higienização têm como objetivo principal garantir às regiões onde há grande circulação de pessoas, o acesso a um método eficaz e barato de prevenção ao coronavírus. 

Na primeira etapa de implantação do programa, a Secid instalará pias de higienização em 10 pontos estratégicos da capital maranhense: Mercados Central, da Liberdade, da Cohab, do Bairro de Fátima e do Vinhais, além dos Terminais de Integração da Cohama, da Praia Grande, Terminal da Cohab, do São Cristovão e do Distrito Industrial.

Além dos 10 pontos iniciais, a Secid está ampliando parcerias para garantir a instalação de mais kits de higienização em todas as regiões da Grande Ilha, compreendendo também os municípios de Paço do Lumiar, São José de Ribamar e Raposa. 

Para o titular da Secid, Rubens Pereira Júnior, a implantação dos pontos de higienização vai salvar muitas vidas, com um baixo custo de implantação.

“Os lavatórios públicos têm baixo custo de instalação e alto impacto na saúde. Sabemos que a higienização das mãos e o afastamento social são as duas medidas mais eficazes para a impedir a propagação do vírus. Como parte da população precisa continuar circulando para trabalhar ou fazer compras, esse mecanismo de higienização certamente salvará muitas vidas”, disse. 

Rubens acrescentou a importância dos pontos de higienização inclusive no período pós pandemia. “Importante destacar que está é obra com uma estrutura fixa, que ficará à disposição de todos mesmo após a pandemia. A necessidade de ampliar os hábitos de higiene permanecerão após esse período”, avaliou. 

Mãos Sempre Limpas
A secretária adjunta de Desenvolvimento Urbano, Arlene da Silva Vieira, explica que o prazo para entrega da primeira etapa do programa deve acontecer em duas semanas.

“Já iniciamos as obras de implantação desses primeiros oito pontos. Em seguida, vamos ampliar a instalação em outros locais da Grande Ilha. Nossa maior preocupação é que todas as pessoas tenham acesso à água e sabão para fazer o processo de limpeza das mãos em áreas onde o acesso à higienização é menos recorrente”, afirmou. 

Os módulos sanitários implantados pela Secid são compostos por lavatórios que garantem água limpa, sabão líquido e instruções de higienização adequada.

Fonte: Secid

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.