Governo entrega serviço inédito de reabilitação visual no CER Olho d’Água

O Governo do Maranhão entregou, nesta quarta-feira (24), o serviço inédito de Reabilitação Visual, instalado no Centro de Reabilitação do Olho d’Água, em São Luís. Crianças, adultos e idosos com problemas visuais, como cegueira ou baixa visão, serão assistidos na unidade.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, acompanhou o início do atendimento do novo serviço de Reabilitação Visual. O serviço conta com a realização de diagnósticos clínicos, avaliação funcional da visão, avaliação de orientação e mobilidade. Na ocasião, o gestor estadual destacou que o serviço vai permitir que as pessoas passem a enxergar não só com os olhos, mas como todo o corpo, voltando novamente ao convívio social.

“Com esse serviço a gente passa a reabilitar as pessoas para permitir que elas enxerguem o mundo de outra forma, já que elas estão impossibilitadas de enxergar ou por problemas de saúde ou por causa acidentes que levaram à perda da visão. A pessoa será retreinada para poder conseguir conviver novamente em sociedade, assim como a reaprender a viver com o uso dos demais sentidos”, afirmou.

Com baixa visão, a pequena Júlia, de 5 anos, foi diagnosticada com glaucoma congênito. Para Katiuscia Silva, de 36 anos, mãe da criança, o serviço chega para dar suporte às centenas de famílias que passam pela mesma situação. “Eu acredito que vai melhorar o estilo de vida dela futuramente. Com a criança sendo orientada e estimulada, ela vai conseguir desenvolver os sentidos necessários para viver e viver bem. Esse serviço ajuda muito o convívio familiar e é uma benção na vida de muitas outras famílias também”, destacou.

O atendimento do serviço de Reabilitação Visual conta com equipe formada por médico oftalmologista e terapeuta ocupacional, com experiência e formação na área de reabilitação visual. O serviço funciona de segunda à quinta-feira, nos turnos da manhã e tarde.

O pai do pequeno Enzo, Ivanildo Rodrigues, 37 anos, comemorou a implantação do serviço no CER Olho d’Água. O filho sofre de ptose palpebral e já iniciou tratamento no serviço de reabilitação visual. “A gente fica feliz com a chegada desse serviço. Toda equipe do CER é muito atenciosa e aqui somos muito bem recebidos, às vezes até melhor atendido do que em uma clínica ou hospital particular. Só temos a agradecer os investimentos que o Governo do Maranhão está fazendo para nossa população”, afirmou Ivanildo.

A família do paciente participa de todo o processo, sendo atendida, pelo terapeuta ocupacional especializado, para que sejam feitas as devidas adaptações no ambiente doméstico e na realização das atividades de vida diária. Assim como o treinamento para uso do auxílio óptico.

Durante as avaliações, são identificadas situações, onde se faz necessário a intervenção psicológica, em função do ‘luto’ causado pelo comprometimento visual, o paciente é encaminhado ao atendimento psicológico. Assim como, para intervenção do psicopedagogo, em relação a problemas de aprendizagem.

São elegíveis para o atendimento, pessoas cegas ou com baixa visão, ou ainda, com problemas visuais, que possam levar à perda da visão e, assim, comprometer a realização de suas atividades de vida diária, tais como: glaucoma, com perda de visão central ou periférica; estrabismos; retinopatia diabética; degeneração macular; acometimento da córnea, dentre outros.

Com a chegada desse novo serviço, a unidade se torna um CER tipo III. “O serviço chega para dar suporte às pessoas com algum tipo de problema visual e que necessitam de reabilitação. Além do pioneirismo, contamos também com uma equipe formada por médico oftalmologista e terapeuta ocupacional, com experiência e formação na área de reabilitação visual que dão todo o suporte necessário e condições para essas pessoas viverem melhor”, explicou a diretora administrativa do CER Olho d’Água, Ana Eugênia Furtada.

CER OLHO D’ÁGUA

O CER Olho d’Água oferece atendimento nas áreas de fisioterapia, psicologia, educação física, terapia ocupacional, assistência social, psicopedagogia, hidroginástica, fonoaudiologia, dança, academia, acupuntura, pilates, nutrição, neuropediatria, entre outras.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.