Governo e Eneva promovem rodada de negócios com R$ 1,3 bilhão em compras e obras

Com a proposta de dar oportunidade às micro e pequenas empresas instaladas no Maranhão, ampliando o acesso a novos mercados, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), realizou, na segunda-feira (10), mais uma rodada de negócios. Desta vez, 43 empresas participaram da ação.

A iniciativa faz parte das ações do programa Maranhão Mais Produtivo, coordenado pela Seinc. Durante o evento, as empresas apresentaram seus produtos e serviços, as empresas âncoras foram a Eneva, que está implantando a termelétrica Paranaíba V, em Santo Antônio dos Lopes e a Techint Engenharia e Construção, responsável pela construção e montagem da usina. O secretário da Seinc, Simplício Araújo, explica que as rodadas de negócio aquecem o setor produtivo e oportunizam um contato direto entre fornecedor e cliente.

“Com as rodadas de negócios, oportunizamos com que as empresas possam mostrar o que temos aqui, abrindo novos mercados, para que assim possam atender as demandas de grandes compradores, o que contribui para a expansão dos negócios no Maranhão. Desta forma, contribuímos, para a geração de emprego e renda”, disse.

A implantação da termelétrica Parnaíba V, representa o fechamento de ciclo de Parnaíba I. O projeto venceu um leilão realizado em agosto de 2018. Com fechamento do ciclo, irá acrescentar 385 MW à capacidade instalada ao Complexo Parnaíba. A obra, estimada em R$ 1,3 bilhão, foi antecipada em seis meses pela Eneva, empresa responsável pelo empreendimento.

Adriana Micheleto, gerente de suprimentos da Techint, destacou a iniciativa do programa, que segundo ela serve de modelo para outros estados. “Estou na Techint há 20 anos e foi a primeira vez que fui convidada para esse tipo de evento. Como temos muita dificuldade em conhecer o fornecedor local, essa iniciativa foi enriquecedora. Outros estados deveriam levar também para eles”.

“Todas as empresas que participaram têm tudo a ver como o nosso projeto. Então, acredito que vamos ter muita negociação pela frente. Aqui, pudemos ver empresas capacitadas. Parabéns pela organização”, disse o gerente de suprimentos da Techint, Hebert Fukayama.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.