Governo debate tratamento de saúde mental a pacientes privados de liberdade

O Governo do Maranhão promoveu roda de diálogo sobre tratamento dos pacientes privados de liberdade na rede de atenção à saúde mental, nesta quarta-feira (20), no auditório do Hospital Nina Rodrigues, em São Luís.

O Serviço Social e de Psicologia do setor de Pacientes Privados de Liberdade (PPL) do Hospital Nina Rodrigues coordenou a roda de conversa sobre a “Importância do atendimento humanizado para o tratamento dos pacientes privados de liberdade em sofrimento psíquico”. A ação contou com a presença de agentes penitenciários, representantes da 2° Vara de Execuções Penais, além de psicólogos, assistentes sociais e terapeutas ocupacionais do hospital.

O diretor do Hospital Nina Rodrigues, Ruy Cruz, destacou que o debate reuniu profissionais da área da saúde mental e da administração penitenciária. “A função da Secretaria de Estado da Saúde nesse momento é possibilitar aos seus servidores e clientes um olhar diferenciado para o sujeito portador de transtorno mental que cometeu um crime, mas que ainda assim é um sujeito com direitos”, avaliou.

De acordo com o juiz da 2° Vara de Execuções Penais, Edmar Fernando Mendonça, o diálogo sobre pacientes privados de liberdade é indispensável. “A pessoa que tem as faculdades mentais íntegras, quando comete um crime, sabe que cometeu um crime. Mas aquela que sofre de algum distúrbio mental, ao praticar um delito o pratica em função da doença e não pela vontade de fazer algo que é considerado crime”, disse o juiz.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.