Governador Flávio Dino inaugura laboratório-fábrica no IEMA Itaqui-Bacanga

Para modernizar e assegurar mais possibilidades de aprendizado, criação e inovação, o governador Flávio Dino entregou, na tarde desta sexta-feira (9), o primeiro laboratório de fabricação – FabLab -, do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA). 

O laboratório-fábrica, entregue pelo Governo do Estado em parceria com Vale, é um espaço de solução de problemas, desde o desenvolvimento de ideias até a prototipagem em caso de criação de produtos. À disposição de professores e alunos para desenvolverem seus projetos, a chegada do FabLab agrega inovação tecnológica e social ao Maranhão. O campus Itaqui-Bacanga foi o primeiro a receber o laboratório.

O governador Flávio Dino destacou que o investimento em mais esse recurso para o IEMA representa o tratamento prioritário que a gestão confere à educação integral, como forma de transformação da realidade de jovens no Maranhão. “Os IEMAs, tanto este, quanto as demais unidades, são um grande orgulho para o nosso estado, uma vez que estudantes, professores e funcionários que aqui trabalham e desenvolvem suas atividades, tem a marca da dedicação, da evolução e aprendizado permanente, e, por isso mesmo, estamos sempre acreditando, apostando e investido”, explicou o governador.

O investimento está orçado em mais de R$ 290 mil. Por meio do IEMA, o Governo do Maranhão investiu mais de R$ 30 mil em mobiliários e adequação do prédio que abriga o FabLab. A Vale, parceira do governo na iniciativa, investiu R$ 262 mil equipando os espaços com computadores, impressoras 3D e insumos, por intermédio da Fundação Sousândrade. A soma de forças agrega, segundo o reitor do IEMA, Jhonatan Almada, em mais conhecimento para meninos e meninas. 

O diretor do Corredor Norte da Vale, Antônio Padovezi, esteve presente na inauguração e lembrou da importância da missão que foi atribuída à Vale, estando como parceira do Governo. “O governador Flávio Dino entrou com um sonho e esse sonho foi elevar o nível de ensino no Maranhão a patamares nunca vistos antes, em que a população maranhense fosse realmente contemplada. Esse sonho virou propósito e a Vale embarcou junto porque acredita que a educação é condição fundamental para que o Maranhão cresça de maneira sustentável. E é uma honra estar aqui”, declarou o diretor da empresa. 

Além de equipar os laboratórios de robótica, nos próximos anos a Vale também irá estruturar 12 novos laboratórios técnicos para as unidades do IEMA no estado. Esse investimento faz parte de um conjunto de projetos na área de educação, que serão realizados pela mineradora, Fundação Vale e o governo do Maranhão.
Um convênio firmado entre o IEMA e o Centro Universitário Eniac de São Paulo possibilitou a capacitação dos professores do Instituto na metodologia do FabLab que, neste caso, vai funcionar em rede com polos em Pindaré, Bacabeira e São Luís/Centro, unidades que receberão kits tecnológicos adquiridos pela Vale e que foram entregues durante a cerimônia.

Quem comemora são os estudantes, que contam, agora, com um novo ambiente para pensar e criar, com tecnologia de ponta disponível. “É muito bom, antes não tínhamos acesso com facilidade a todos esses componentes, agora é muito mais fácil. E o melhor é que, com o laboratório, o material que já não tiver disponível aqui, a gente mesmo pode fazer”, defendeu Daniel Mendes, aluno de robótica, do 2º ano. 

Homenagem 

Oficialmente nomeado Elisângela Cardoso, o prédio do IEMA Itaqui Bacanga faz justa homenagem à ex-presidente da Fundação da Criança e Adolescente, que faleceu em julho. Elisângela residia na área Itaqui Bacanga, onde iniciou sua militância em defesa dos direitos humanos de crianças e adolescentes do Maranhão. Por reconhecer em Elisângela, mulher negra, da periferia e pedagoga por formação, uma intransigente defensora da educação como caminho emancipatório, o governador acatou uma sugestão de homenagem e deu ao prédio de educação em tempo integral do bairro o nome Elisângela Cardoso. 

“Uma grande referência na área Itaqui Bacanga e na Vila Embratel, ela lutou uma vida inteira por justiça social, e, infelizmente, por vontade de Deus, foi levada de nós e, com isso, perdemos uma grande companheira de lutas. Me comprometi, uma vez que a vida dela foi dedicada a causa de crianças e adolescentes, que uma escola no Maranhão teria o nome dela. O que representa um sonho de direitos de possibilidade, de igualdade de chances, como foi a vida dela”, explicou o governador Flávio Dino. Familiares e amigos de Elisângela estiveram presentes no evento.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.