Geraldo Alckmin faz um alerta aos eleitores: “Quando a gente erra, são 4 anos de problemas”

“Quando a gente erra, são 4 anos de problemas”. Assim o candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, resumiu a importância de que o eleitor não siga o caminho dos extremos no próximo domingo. O tucano concedeu, nesta manhã, entrevista à Super Rádio Tupi, no Rio de Janeiro, onde se prepara para o debate da Rede Globo com os presidenciáveis, hoje às 22 horas.

Alckmin reiterou sua confiança de que estará no segundo turno e lembrou que a decisão se dará somente no dia 7. “Política é convencimento: não se obriga, se conquista. O Brasil tem jeito e é isso o que vou seguir mostrando. Tenho confiança e fé no Brasil”, afirmou.

“Percorri todo o Brasil para ouvir as pessoas e ver de perto nossos problemas de infraestrutura. Temos 7 mil obras paradas no país. Nosso compromisso é recuperar a capacidade de investimento do governo e finalizar essas obras. Isso vai gerar emprego na veia”, prosseguiu. “A situação do Brasil não é simples, é grave. É preciso ter responsabilidade, experiência, para enfrentar esse quadro. Eu estou preparado para assumir o comando e colocar o país no rumo certo”, disse.

Questionado sobre um manifesto sem autor que circula pela internet sugerindo união de candidaturas, Alckmin afirmou: “Nós queremos mesmo receber o apoio do Ciro e da Marina. A verdade é que nennhum candidato vai deixar de ser candidato. Seguirei pedindo voto pro 45. Eu tenho sido coerente desde o começo e não vou mudar”.

Clique aqui para ter acesso ao áudio.

Fotos: Ciete Silvério

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.