Filho é preso por suspeita de agredir a mãe de 92 anos no Maranhão

Genarina Alves de 92 anos, foi resgatada por equipes da Promotoria do Idoso e Defensoria Pública após denúncias de vizinhos de que estaria sendo maltratada pelo filho.

 

 

Uma senhora de 92 anos, identificada como Genarina Alves, foi resgatada na tarde desta terça-feira (25), no bairro Sol e Mar em São Luís, após denúncias de vizinhos de que ela estaria sendo maltratada pelo seu filho. Josafa Alves, filho da idosa, foi preso por suspeita de maus-tratos.

Para prestar socorro a idosa, as equipes da Promotoria do Idoso e Defensoria Pública tiveram que arrombar a porta da sua residência que estava trancada. Ao entrarem no local, Genarina Alves foi encontrada em estado de abandono e subnutrida deitada em uma cama com um colchão de plástico.

Idosa foi encontrada em estado de abandono e subnutrida em uma cama com colchão de plástico.   (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Uma equipe do Serviço Móvel de Urgência e Emergência (Samu) foi chamado ao local e prestou os primeiros socorros a idosa. “O caso da idosa aqui é que se ela passasse mais um dia ela não ia resistir. Nós junto com o promotor chamamos a SAMU que prontamente chegou a tempo de socorrer essa senhora”, contou Izabel Lopizic, assistente social.

Alguns minutos após o resgate, Josafa Alves filho da idosa, chegou ao local e negou as autoridades de que estava maltratando a mãe. O suspeito ainda afirmou que além da mãe, moravam na casa seus dois filhos menores de idade.

José Augusto Cutrim, promotor de Justiça do idoso, disse que o caso é um típico de cárcere privado, do qual as vítimas são mantidas pelos próprios filhos. “Esse é um típico caso de cárcere privado, mantido pelos filhos. (…) isso está encorajando as pessoas a denunciar, não só as próprias famílias, mas como os vizinhos que é o caso desse aqui, e está nos fazendo vir in loco para ver realmente a situação”, disse.

Somente esta semana, esse é o quarto caso de resgate de idosos em situação de maus tratos. Na sexta-feira (21), a Justiça pediu a prisão de quatro homens suspeitos de maus-tratos contra uma idosa de 69 anos, no bairro Diamante em São Luís.

De janeiro a junho deste ano, foram 866 denúncias de maus-tratos a idosos no Maranhão. Sendo 61 por negligência, 49 por violência psicológica, 38 acusações de abuso financeiro, 26 por violência física e 13 por abandono. Outros 384 chamados buscaram orientação sobre casos envolvendo idosos.

Josafa Alves foi preso por suspeita de maus-tratos contra a mãe, uma idosa de 92 anos.  (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Josafa Alves foi preso por suspeita de maus-tratos contra a mãe, uma idosa de 92 anos. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Outro caso

Em maio deste ano, outro caso de agressão a idosos no Maranhão ficou conhecido no país. O bacharel em direito Roberto Elísio Coutinho, que havia sido flagrado em uma série de vídeos agredindo a sua própria mãe, uma idosa de 84 anos, foi preso em São Luís. Ele foi denunciado pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA) pelos crimes de tortura, maus tratos, retardamento de prestação de assistência a pessoa idosa e apropriação indébita.

As agressões foram flagradas em vídeos, que foram publicados na internet, e chocaram a população de São Luís. Em sua defesa, Roberto Elísio disse que sofre de problemas mentais e que pretende buscar ajuda profissional.

Roberto Elísio Coutinho se diz arrependido em cometer as agressões e afirma que sofre de problemas mentais. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Roberto Elísio Coutinho se diz arrependido em cometer as agressões e afirma que sofre de problemas mentais. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE: G1

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.