Estudantes são premiados em concurso de redação e desenho do MPMA

Estudantes receberam kit de livros doados pela Biblioteca Pública Benedito Leite e foram convidados a conhecer as Promotorias de Justiça.
Estudantes receberam kit de livros doados pela Biblioteca Pública Benedito Leite e foram convidados a conhecer as Promotorias de Justiça.

Estudantes das Unidades de Educação Básica (U.E.B.) Carlos Madeira e Rosália Freire, na área Itaqui-Bacanga, foram premiados no concurso de redação e desenhos promovido pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA) e a Biblioteca Publica Benedito Leite em parceria com a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O concurso é parte do projeto “Quem escolhe seu caminho? Você ou as drogas?”. Os estudantes Iara Fontenelle e Alisson Chaves Santos, da U.E.B. Carlos Madeira, e Heloiza Rodrigues e Tiago de Jesus Costa Rabelo, da U.E.B. Rosália Freire, foram os vencedores do concurso.

Os educandos receberam um kit de livros doados pela Biblioteca Pública Benedito Leite e ainda foram convidados a acompanhar, por um dia, a rotina das Promotorias de Justiça da capital, para conhecer em detalhes o trabalho de combate às drogas e as demais atribuições do MPMA.

O secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, parabenizou o desempenho dos estudantes e agradeceu a parceria com o Ministério Público. “Os bons resultados alcançados por nossos alunos são resultado tanto do empenho pessoal deles, quanto da dedicação e competência de nossos professores. Em nome do prefeito Edivaldo, agradeço e comemoro a exitosa parceria que temos estabelecido com o MPMA, fundamental para garantia dos direitos das nossas crianças e adolescentes”, disse o titular da pasta de educação.

O objetivo do projeto, desenvolvido em parceria com os gestores das escolas, foi conscientizar os estudantes acerca das consequências do envolvimento com as drogas, visando formar cidadãos conscientes desses perigos e capazes de replicar as informações recebidas entre a comunidade e o ambiente familiar.

Heloiza Rodrigues Silva, 14, estudante do 9º ano da U.E.B. Rosália Freire, as drogas se tornaram um problema de saúde pública. “As drogas são um problema que está impregnado na sociedade e não escolhe raça ou classe social. É um problema que precisa ser combatido com mais educação e conscientização dos jovens”, opinou a jovem, que se comprometeu em replicar o texto que produziu e os conhecimentos adquiridos na comunidade em que mora, no bairro da Vila Embratel.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.