Estado participa da composição do Comitê Estadual de Sanidade dos Animais Aquáticos

Técnicos da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária (Sagrima), e de instituições ligadas à pesca e aquicultura do estado se reuniram, na terça-feira (24), no Auditório da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), para a composição e formalização do Comitê Estadual de Sanidade dos Animais Aquáticos, para a futura aplicação do Programa Estadual de Sanidade dos Animais Aquáticos (PESAA).

O Programa Nacional de Sanidade de Animais Aquáticos (PNSAA) tem por finalidade garantir a sustentabilidade dos sistemas de produção de animais aquáticos e a sanidade da matéria-prima obtida a partir dos cultivos nacionais. O Programa define ações que visam a prevenção, controle e erradicação de doenças nos sistemas de produção de animais aquáticos.

A fiscal estadual agropecuária da Aged, Caroline Moura, responsável técnica do PESAA, esclarece que este foi mais um passo para a concretização do programa. “Com a criação do comitê, todas as decisões serão adotadas em conjunto, visando o desenvolvimento do nosso trabalho, que é garantir um produto de qualidade a todos os maranhenses”, informou.

O engenheiro de pesca, Thales Passos de Andrade, representante da Uema/Laqua,destacou a questão da interdisciplinaridade dentro das atividades de sanidade e organismos aquáticos. “Com a criação e funcionamento do Comitê Estadual, cada profissional terá o seu papel nesse processo, contribuindo de maneira harmônica, garantindo qualidade no que se produz em relação a animais aquáticos e o desenvolvimento da pesca e aquicultura do estado do Maranhão”, relatou.

Comitê
De acordo com o Programa Nacional de Sanidade de Animais Aquáticos, os órgãos executores de Sanidade Agropecuária deverão instituir comitês de Sanidade de Animais Aquáticos de caráter consultivo e com a representação do setor produtivo e de órgãos oficiais relacionados às atividades de sanidade pesqueira e aquícola.

O Comitê de Sanidade será constituído por dois representantes (titular e suplente) de cada instituição convidada, onde o objetivo é o de auxiliar a elaboração e implementação de políticas públicas regionais, para o controle sanitário da atividade pesqueira e aquícola e definir estratégias de indenização e compensação a produtores.

Foram convidados a participar da reunião representantes da Secretaria de Estado da Pesca e Aquicultura (Sepaq); da Superintendência Federal da Pesca e Aquicultura (SFPA); da Universidade Estadual do Maranhão/ Laboratório de Diagnóstico de Enfermidades de Animais Aquáticos (Uema/Laqua); da Universidade Federal do Maranhão (UFMA); do Instituto Federal do Maranhão (IFMA); da Agência Estadual de Pesquisa e Extensão Rural (Agerp); dos Conselhos Regionais de Medicina Veterinária (CRMV-MA), Engenharia e Agronomia (Crea), e de Biologia (CRBIO); da Associação dos Engenheiros de Pesca do Estado do Maranhão (AEP/MA); do Ibama; da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema); do Sebrae; da Faema/Senar; da Capitania do Portos;  e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codesvasf).

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.