Equipe do Iema é campeã de torneio internacional de robótica realizado em Portugal

Após desembarcarem em São Luís nesta terça-feira (7) vindos de Portugal, os estudantes da equipe de robótica do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), unidade plena de Pindaré-Mirim, são só alegria. O principal motivo é o título de campeões na modalidade ‘Melhor Equipe Estrangeira’ durante o torneio ‘Robo Party 2017’, realizado nos dias 2 a 4 de março, em Guimarães, Portugal. A equipe campeã foi recebida na sede da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação pelo secretário de Estado, Jhonatan Almada, e pelo deputado estadual Bira do Pindaré.

O Robo Party 2017 reuniu 120 equipes de vários países, entre França, Itália e Espanha. No Brasil, apenas o Maranhão teve participação no torneio com os estudantes do Iema, que ficaram em primeiro lugar na modalidade de ‘Melhor Equipe Estrangeira’, em quarto na modalidade ‘Dança’ e em 13º na modalidade ‘Obstáculo’. Com o resultado, os estudantes se classificaram para o maior evento de robótica mundial, o ‘RoboCup’, que será realizado em julho, em Nagoya, Japão.

Equipe do Iema é campeã de torneio internacional de robótica realizado em Portugal. (Foto: Divulgação/Secti)

Equipe do Iema é campeã de torneio internacional de robótica realizado em Portugal. (Foto: Divulgação/Secti)

O estudante Alef Gomes, de 15 anos, que faz parte da equipe, contou sobre a experiência de participar desta competição internacional. “Quando entrei no Iema vi essa estrutura e o professor falava de algumas competições nacionais e internacionais, mas nunca imaginei ir para outro país. Quando competimos no Rio de Janeiro, constatei que temos que dar o nosso máximo e assim foi também em Portugal. Um incentivava o outro pedindo dicas às outras equipes e assim conseguimos”.

Durante o encontro com os estudantes, o secretário Jhonatan Almada parabenizou a equipe e ressaltou sobre os investimentos na área da robótica, sobretudo na educação, e a proposta do Iema do governo Flávio Dino. “A robótica é uma área de futuro, diz respeito à economia do conhecimento e, conscientes disso, estabelecemos como uma das prioridades do projeto pedagógico do Iema. Incentivamos a participação dos estudantes em competições nacionais e internacionais, bem como a capacitação dos nossos professores para desenvolver projetos nestas áreas. O desejo do governo Flávio Dino é investir na educação e dar oportunidade para esses jovens, dessa forma conseguimos bons resultados”.

Natural do município, o deputado estadual Bira do Pindaré, que participou do início do projeto de implantação do Iema quando foi secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, também parabenizou os estudantes. Ele falou de sua satisfação ao ver alunos da sua região participando de competições de nível internacional: “Para mim é um orgulho duplo; primeiro porque sou conterrâneo desses jovens; segundo por ser fruto de um trabalho que a gente começou, e que hoje prossegue aqui na secretaria: a implantação dessa rede de educação profissional e tecnológica representada pelo Iema. É um motivo de orgulho tanto para os estudantes e professores, sendo para nós uma motivação”.

Desafios

Equipe do Iema é campeã de torneio internacional de robótica realizado em Portugal. (Foto: Divulgação/Secti)

Equipe do Iema é campeã de torneio internacional de robótica realizado em Portugal. (Foto: Divulgação/Secti)

O professor e coordenador da equipe Fábio Aurélio Costa contou que o principal desafio no torneio foi a mudança de plataforma no desenvolvimento do robô. De acordo com o professor, a que eles utilizavam era a plataforma lego (montagem de peças, se assemelha a um brinquedo) e a utilizada no torneio foi a arduino (composta por hardware, placa controladora e software ambiente de desenvolvimento). “Ficamos assustados com a imensidão do evento e a quantidade de pessoas de outros países. O principal desafio foi ter que aprender a lidar com outra plataforma em três dias para desenvolver um robô”.

O pró-reitor de Planejamento e Gestão do Iema, Emanuel Denner, que esteve presente no evento, disse que foi grande o desempenho dos professores e alunos na montagem do robô na plataforma arduino. “Eles receberam a placa e um manual, não obtinham nenhum conhecimento a respeito desta plataforma, mas conseguiram fazer um trabalho de soldar as peças e de programar. Percebi o engajamento e a determinação desses jovens que, a princípio, estavam meio eufóricos por se encontrar em outro país, mas logo se concentraram e ficaram à frente de equipes da Itália, Alemanha e outros países. A nossa meta agora é levar essa outra plataforma para as sete unidades plenas do Iema”, anunciou.

Nagoya

Com o título de equipe campeã na modalidade ‘Melhor Equipe Estrangeira’, os estudantes se classificaram para o maior evento de robótica mundial, o RoboCup, que ocorre em julho na cidade de Nagoya, no Japão.

A equipe campeã agora se prepara para a nova competição mundial na modalidade de resgate. “No Japão serão 1000 equipes em todos os níveis médio e superior. Então temos que nos preparar com a parte teórica e prática sobre programação, desenvolver este robô, pesquisar muito, além de conhecer a logística do evento”, comentou o professor Fábio Aurélio.

Equipe do Iema é campeã de torneio internacional de robótica realizado em Portugal. (Foto: Divulgação/Secti)

Equipe do Iema é campeã de torneio internacional de robótica realizado em Portugal. (Foto: Divulgação/Secti)

Fonte: Governo do Estado

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.