Empate com o Santa Cruz complica Vasco na Copa do Brasil

O Vasco estava atrás do placar até os 43 minutos do segundo tempo e via o Santa Cruz vencer em pleno São Januário por 1 a 0. Porém, graças ao gol de Luan nos minutos finais, o time carioca buscou o empate por 1 a 1 no duelo de ida da 3ª fase da Copa do Brasil.Com o resultado, o clube pernambucano pode empatar por 0 a 0 no duelo de volta, que acontece na próxima quarta-feira, no Arruda, que mesmo assim avança para as oitavas de final da competição. Um empate por 1 a 1 leva a disputa para os pênaltis, enquanto o Vasco avança se empatar por 2 a 2 ou placar superior.Mesmo poupando vários titulares, o Santa Cruz teve boa atuação e conseguiu fazer o gol logo no início da partida, com Bruno Moraes. O Vasco criou algumas oportunidades de empatar, principalmente no primeiro tempo, mas sofreu com o nervosismo. Somente no fim, em lance chorado, os donos da casa chegaram ao empate, com o zagueiro Luan.

Com o passar do tempo, o duelo ficou nervosos, principalmente por parte dos vascaínos, que reclamavam muito da arbitragem. O Santa Cruz recuou e impedia qualquer bom avanço dos donos da casa. O Vasco quase empatou somente aos 43 minutos. Madson recebeu lançamento na área, mas finalizou em cima de Tiago Cardoso. Com isso, os cariocas foram para o intervalo atrás no placar em São Januário.

No segundo tempo, o Santa Cruz quase aproveitou o nervosismo do Vasco ampliar o placar aos seis minutos. Bruno Moraes recebeu a bola na área e chutou para grande defesa de Martín Silva. O susto fez os cruzmaltinos melhorarem na marcação, mas lance de perigo dos donos da casa só aconteceu aos 15, em chute de Nenê que passou por cima do travessão.

Com a busca pelo empate dos donos casa, o Santa Cruz aproveitava o espaço para surpreender nos contra-ataques. Tanto que aos 18 minutos, após cruzamento de Marcílio pela direita, João Paulo apareceu livre para cabecear, mas cima de Martín Silva.

Na parte final do jogo, o Vasco pressionou e conseguiu o empate aos 43 minutos, em lance chorado. Após escanteio, Thalles cabeceou e viu Tiago Cardoso fazer grande defesa. No rebote, Luan chutou sem ângulo, o goleiro pernambucano tentou nova defesa, mas acabou colocando a bola para dentro.

Nos acréscimos, os vascaínos aumentaram a pressão em busca da virada e quase chegou ao segundo gol com Jorge Henrique. O atacante recebeu passe de Nenê dentro da área, mas acertou o travessão de Tiago Cardoso. Assim, o duelo terminou empatado em São Januário.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 SANTA CRUZ

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 13 de julho de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (PA)
Assistentes: Helcio Araujo Neves (PA) e Luiz Antonio Barbosa (MG)
Renda: R$ 190.670,00
Público: 6.398 pagantes
Cartões amarelos: Madson, Julio Cesar e Jorge Henrique (Vasco); Derley, Tiago Cardoso e Tiago Costa (Santa Cruz)

GOLS:
VASCO: Luan, aos 43min do segundo tempo
SANTA CRUZ: Bruno Moraes, aos 2min do primeiro tempo

VASCO: Martin Silva, Madson (Yago Pikachu), Rodrigo, Luan e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Henrique (Caio Monteiro), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Leandrão (Thalles)
Técnico: Jorginho

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso, Vitor, Neris, Wellington e Tiago Costa; Derley, Wellington Cezar (Uillian Corrêa), Leandrinho (Keno) e Marcílio; Lelê (João Paulo) e Bruno Moraes
Técnico: Milton Mendes

O jogo

O Vasco iniciou a partida tentando pressionar o Santa Cruz, mas acabou sofrendo o primeiro gol logo aos dois minutos. Bruno Moraes recebeu passe, entrou na área e tocou na saída de Martín Silva.

Os donos da casa sentiram o gol e viram o Santa Cruz ter o domínio da partida. No entanto, os pernambucanos tentavam administrar o resultado sem sofrer pressão. Somente aos 18 minutos, o Vasco chegou com perigo. Nenê recebeu passe na área e tocou na saída de Tiago Cardoso. Para azar dos cruzmaltinos, o zagueiro Neris salvou os visitantes em cima da linha.

O lance fez os cariocas acordarem. Com isso, o Vasco passou a pressionar o Santa Cruz em busca do empate. Aos 19 minutos, após cobrança de lateral na área, Andrezinho cabeceou próximo ao gol. No minuto seguinte, foi a vez de Leandrão ter a bola na área, mas parar em grande defesa de Tiago Cardoso. Em seguida, escanteio, Jorge Henrique cabeceou para mais uma defesa do goleiro pernambucano.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.