Em nova edição com capa dura, clássico “Fernão Capelo Gaivota” ganha inédita parte quatro

Richard Bach já era ex-piloto da Força Aérea quando, em um inexplicável momento de inspiração, surgiu em sua cabeça a história de uma gaivota que queria voar cada vez mais alto e mais rápido. “Fernão Capelo Gaivota” ganhou uma grande repercussão e se tornou uma das obras mais populares e importantes das últimas décadas. No livro, que conta com as fotografias de Russell Munson, Fernão acredita que voar vai além da necessidade de buscar alimentos ou lutar por uma melhor posição hierárquica no bando. Assim, naturalmente isolado, ele é rejeitado e mal visto pelas demais gaivotas. O que para os outros pássaros é motivo de vergonha, para Fernão é uma oportunidade de evoluir ainda mais. Ser diferente faz dele uma gaivota extraordinária. Fernão Capelo não queria voar para viver e sim viver para voar.

A nova edição publicada pela Record inclui uma inédita quarta parte. Após sofrer um acidente de avião em 2012 e passar quatro meses no hospital, Richard Bach decidiu que era o momento de compartilhar o desfecho de seu trabalho e ensinar a seus leitores como fazer suas vidas valerem mais a pena.

A magia de “Fernão Capelo Gaivota” é interpretá-lo e não apenas lê-lo. Não se trata de uma história sobre um animal qualquer, o autor usa as metáforas para proporcionar um infinito aprendizado entre reflexões sobre o mundo e as escolhas ao longo da vida. Uma fábula normalmente recomendada para crianças, mas indispensável para os adultos.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.