Eleição em 2014 será mais acessível para deficientes visuais

Pessoas com deficiência visual de todo o país contarão com um novo recurso de acessibilidade nas próximas eleições. O Superior Tribunal Eleitoral (TSE) vai modificar o programa de computador de votação das urnas eletrônicas implantando um sinal sonoro com a indicação do número escolhido pelo eleitor que necessitar da tecnologia. O objetivo é solucionar o problema da abstenção das pessoas com deficiência que deixaram de votar em outras eleições por falta de acessibilidade enfrentada na hora da votação.

Com a mudança, as máquinas estarão aptas a liberar, por meio de um código digitado pelo mesário, o áudio aos eleitores possibilitando maior autonomia para a escolha do candidato. O secretário nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antonio José Ferreira, da Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), avalia a adaptação das urnas como uma conquista importante da política nacional para as pessoas com deficiência.

“Esta é a diretriz do desenho universal que objetivamos, para que não só os equipamentos de votação, mas tudo o que nos cerca, seja desenvolvido para servir a todos, que não sejam necessários outros dispositivos de apoio ou um equipamento específico. Um grande passo para o exercício da cidadania e para a participação política plena das pessoas com deficiência”, afirmou.

 

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.