Doria anuncia ação conjunta de 13 órgãos contra enchentes em São Paulo

Centro Integrado de Comando e Controle Regional terá representantes, por exemplo, da CET e da CGM para monitorar pontos de alagamento.

prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (28) uma operação especial para reduzir os danos causados pelas chuvas de verão na capital paulista. O tucano afirmou que vai reunir, no Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) 13 órgãos ou empresas estatais para prevenir e combater o problema das enchentes.

Representantes da CET, PM, Polícia Civil, GCM, Eletropaulo, CPTM, Metrô, SPTrans, EMTU, DAEE, Corpo de Bombeiros e das defesas civis municipal e estadual estarão juntos durante todo o verão na sede do CICCR, na região central da cidade, para monitorar os pontos de alagamento.

“Essa ação já está dentro de um novo conceito de gestão da Prefeitura. Uma ação integrada com o Governo do Estado, com a transversalidade de diversas áreas. Dessa maneira, nós vamos buscar mais eficiência, maior integração das ações e, consequentemente, esperamos melhores resultados para prevenir os efeitos das chuvas de verão”, afirmou Doria.

Um esquema semelhante de segurança já foi montado no mesmo local durante a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olimpícos de 2016.

Na avaliação do Coronel Wagner Bertolini do Corpo de Bombeiros, os recursos do CICCR “possibilitarão um atendimento muito mais ágil à população”. Segundo ele, com o centro de monitoramento, que vai funcionar 24h já a partir do dia 1º de janeiro, os agentes de segurança pública “trabalharão em uníssono”.

Piscinões

Além do anúncio da expansão das atividades no CICCR, Doria voltou a lembrar sua promessa de campanha de construir 39 novos piscinões na capital, elevando o número atual de 20 para 59 até o fim do mandato.

De acordo com o prefeito eleito, 20 dos novos piscinões serão construídos em caráter de emergência. Para que isto seja possível, o tucano disse que conversou com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, para contar com o aporte do governo federal e que ele sinalizou positivamente em relação ao repasse.

O futuro secretário municipal de Serviços e Obras, Marcos Penido, também participou do anúncio desta quarta e adiantou que a primeira leva de piscinões contemplará bairros como Aricanduva, Perus, Ipiranga, Cordeiro, Paciência e Tremembé – só este último receberá seis reservatórios. Penido não estimou data para a entrega das obras, mas garantiu que serão finalizadas em “curto prazo”.

Lixo nas ruas

⁠⁠⁠Doria ainda prometeu atenção especial com a questão do acúmulo de lixo, que acaba por facilitar a formação de enchentes. Fábio Lepique, futuro secretário-adjunto de Prefeituras Regionais e coordenador do programa tucano contra as enchentes, apresentou medidas para tratar o problema.

Entre outras providências, Lepique quer antecipar o horário das coletas nas casas para que elas aconteçam antes das tradicionais chuvas do fim da tarde. Ele também prometeu negociar uma possível liberação do rodízio de veículos para que os carros das empresas prestadoras de serviços de limpeza do município possam circular livremente pela cidade.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.