Doações para ajudar agente da Lei Seca chegam a mais de R$ 14 mil

 

O grupo que se mobilizou para apoiar Luciana Tamburini, a agente da Operação Lei Seca condenada a pagar R$ 5 mil ao juiz João Carlos de Souza Correa, já arrecadou mais de R$ 14 mil, até s 10h desta quinta-feira, 06. No palco doEncontro, a profissional relembrou o dia da blitz em que o magistrado foi parado e destacou o comportamento da acompanhante do juiz. “O nosso trabalho é esse e fiz o que faria todos os dias. Quando os policiais entraram com a algema eu me recusei a ir, disse para não tocarem em mim e falei aos policiais que ele não era Deus”.

 

A jovem lembrou que ao saber desse comentário, o magistrado resolveu dar voz de prisão. “Quem estava sendo desacatada era eu. A esposa, que estava ao lado dele, disse que eu era muito abusada. Ele pegou o carro, retirou da operação mesmo com a habilitação apreendida e foi para a delegacia. Falei ‘agora vou ter que ir porque esse veículo está sob minha responsabilidade”, contou Luciana.

A agente disse que pretende recorrer da decisão e doar o valor, caso tenha sucesso: “Ainda não falei com a advogada que teve essa iniciativa – a vaquinha online, mas a minha vontade é fazer uma doação para uma instituição que cuide de casos que envolvam o trânsito”.

A decisão judicial que condenou Luciana a pagar R$ 5 mil ao juiz surpreendeu a jovem estudante de direito e os colegas de trabalho. “Entrei com essa ação porque ele foi ao Detran e fez uma representação contra mim. E isso me deu muita dor de cabeça. Mas, meus colegas me apoiaram. Sei que não fiz nada errado. Na audiência de conciliação o advogado dele disse que se eu desistisse ele desistiria também. Mas eu não quis de jeito nenhum”. O juiz João Carlos foi procurado pela produção do programa mas não quis se manifestar.

agente

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.