Dicas de Saúde : Colposcopia? Conheça os exames ginecológicos com nomes estranhos que toda mulher deve fazer

Pelo menos uma vez por ano, costumamos visitar o ginecologista para fazer um check up. E, geralmente, saímos da consulta com várias folhinhas nas mãos com nomes para lá de estranhos. Você já parou para olhar com calma e tentar pronunciar o nome dos exames ginecológicos que sempre nos são solicitados e a gente nunca sabe por que temos que fazê-los? O blog Saúde sem Neura conversou com a ginecologista Patrícia de Luca e a radiologista e gerente médica Giselle de Mello, especialistas do laboratório Fleury, para nos ajudar nesta árdua tarefa. Elas também explicaram a importância de cada um deles. Veja!

Papanicolau

Também conhecido como colpo citologia oncótica, o exame detecta câncer de colo de útero e outras lesões causadas pelo HPV. Deve ser realizados anualmente a partir dos 25 anos em mulheres que já iniciaram a atividade sexual até os 64 anos. Após dois resultados negativos, o exame pode ser realizado a cada três anos.

Ultrassom transvaginal

O teste é utilizado para avaliação das estruturas pélvicas, útero, ovários e trompas. Pode ser indicado tanto em gestação inicial como em exame de rotina com intervalos de um a dois anos.

Vulvoscopia

O exame é feito na região genital externa da mulher e consiste na investigação de lesões na pele e na mucosa vulvar decorrentes de inflamações, infecções virais — principalmente as causadas pelo papiloma vírus humanam (HPV) —, infecções bacterianas, forjicas ou provocadas por outros agentes, doenças pré-malignas ou câncer. O exame pode ser complementado com biópsia dirigida das áreas alteradas, quando necessário, mas não entra como check up de rotina.

Colpos copia

É um exame indicado quando há alteração no resultado do papanicolau, presença de lesões de colo e/ou vagina, sangramentos anormais ou de rotina juntamente. Ele mostra para o médico uma imagem mais detalhada da região do colo do útero e das paredes vaginais. Caso seja identificada alguma lesão, é feita uma biópsia.

Anuscopia

É um exame que permite observar lesões proctológicas, anais e perianais, como hemorroidas, fístulas, fissuras e lesões diversas, além da identificação de áreas afetadas pelo HPV. Eventualmente, é necessário realizar biópsia.

Mamografia

Exame radiológico que serve para rastrear o câncer da mama, antes mesmo de nódulos serem identificados por meio da palpação. O exame deve ser realizado a partir dos 40 anos, dura apenas alguns segundos em cada mama e pode ser um pouco incômodo.

Ultrassom de mamas

O exame é usado como complemento da mamografia em mulheres rastreadas com nódulos fornecendo dados adicionais para diferenciação de lesões benignas e malignas. Outra aplicação é em mulheres jovens com padrão mamário de alta densidade, ou seja, com predomínio glandular.

Mamografia 3D

O exame aumenta a chance de detecção precoce do câncer de mama, principalmente em mulheres com as mamas densas. Esta técnica possibilita a captura de múltiplas imagens finas e em alta resolução das mamas, eliminando o efeito da sobreposição dos tecidos. Desta forma, diminui a taxa de reconvocação de pacientes e o número de biópsias.

Você tem alguma sugestão de tema que gostaria de ler aqui? Escreva para a gente

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.