Dia da Escola: Investimentos do Governo transformam Educação Pública do Maranhão

“Todo dia é dia de lutar por uma escola de qualidade, que seja capaz de impactar positivamente na vida de crianças, adolescentes, jovens e adultos. E o que o governo Flávio Dino tem feito desde o seu primeiro dia de sua gestão é trabalhar para construir a escola e a educação que sonhamos para o Maranhão, onde os nossos professores se sintam valorizados e os nossos alunos se sintam acolhidos e estimulados a escrever uma história de vida com mais dignidade e cidadania”. Este pensamento do secretário de Estado da Educação (Seduc), Felipe Camarão, traduz o esforço e a energia que o Governo do Estado tem desprendido para transformar a escola e a Educação do Maranhão.

Em 26 meses de gestão, o governador Flávio Dino já garantiu avanços significativos com ações estruturantes que visam melhorar a qualidade do ensino ofertado pela rede pública estadual.

Na reestruturação da rede física das escolas, o governo vem promovendo um grande avanço nas reformas e manutenções. Até o fim deste primeiro semestre chegará à marca de 574 escolas reformadas e reconstruídas, beneficiando mais de 305 mil estudantes, em 199 municípios. Perfazendo um investimento de R$ 126 milhões para tornar o ambiente escolar mais agradável para professores e estudantes.

O Governo também está caminhando de maneira decisiva na substituição de escolas municipais que funcionam em estruturas improvisadas de taipa e palha, por construções de alvenaria e telha, dotadas de condições dignas, que favoreçam o processo de ensino e aprendizagem. Até o fim deste ano a previsão é de inaugurar 97 unidades do ‘Escola Digna’, totalmente mobiliadas e prontas para funcionar. Somadas a três já concluídas em 2016, serão 100 novas unidades entregues até o fim de 2017.

A educação integral também já é realidade uma realidade presente no Estado. No total, a rede pública possui 11 Centros ‘Educa Mais’, que funcionam em escolas da que foram reformadas, requalificadas e estão funcionando em São Luís e em outras cinco cidades, beneficiando mais de 4 mil estudantes, dando aos mesmos a oportunidade de acesso a um ensino diferenciado onde o estudante é protagonista na construção de seu projeto de vida. Além dos Institutos de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iemas) e dos Núcleos de Educação Integral, que integram as ações do Governo do Maranhão para inserção de crianças e jovens nos moldes da educação de tempo integral.

A Escola para além da infraestrutura

Uma escola de qualidade não se constrói só com cimento e tijolos. Com esta visão, o Governo do Maranhão tem sido muito sensível quanto à valorização dos educadores, garantindo o cumprimento de direitos e atendendo reivindicações históricas.

Em 26 meses da atual gestão, o reajuste acumulado para os professores foi de 22,05%. Em 2015, o reajuste salarial foi de 13,01%. Neste ano, foi de 8% sobre a remuneração dos educadores do Subgrupo do Magistério da Educação Básica, em todas as referências da carreira, que será pago em duas parcelas de 4% cada uma, a primeira implantada no mês de fevereiro e a segunda será em maio.

O Maranhão paga hoje a segunda maior remuneração do país aos docentes com licenciatura plena e 40 horas semanais (em início de carreira), o equivalente a R$ 5 mil mensais. Com o reajuste integral, a partir de maio esse valor chegará a R$ 5.384,26, ultrapassando o Distrito Federal, que tem a maior remuneração do país, R$ 5.237,13 (CNTE/2016).

Nos últimos dois anos, o Governo beneficiou mais de 17 mil educadores com progressões funcionais, promoções, titulações e estímulos, gerando um impacto financeiro de aproximadamente R$ 47 milhões.

De forma inédita, realizou concurso interno para ampliação da jornada de professores de 20h para 40h, com salário proporcional, e também concurso interno para unificação de matrículas de professores, beneficiando, ao todo, 1.200 professores da rede. Também realizou concurso, com 1.500 vagas incluindo vagas para profissionais da Educação Especial; eleição direta para gestores escolares da rede pública estadual em 2015 e 2016, com o envolvimento de mais de 600 mil votantes entre pais, professores, técnicos e alunos de todo o Maranhão, um marco na história da Educação do Estado.

Outra ação de fortalecimento da gestão democrática são as Escutas Pedagógicas realizadas pela Seduc nas 19 Unidades Regionais de Educação, destinadas para professores discutirem ações estratégicas para melhorar o ensino e aprendizagem.

“O governo do Maranhão trabalha sem tréguas para que a escola de todo dia seja, de fato, enxergada como o segundo lar dos estudantes. Para que eles se sintam acolhidos e motivados a adquirir conhecimentos que os levem a uma vida de sucesso e realizações”, pontuou o secretário Felipe Camarão.

FONTE: GOVERNO DO ESTADO

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.