Dia D de combate ao Aedes aegypti alerta a população para ações de prevenção no Maranhão

Moradores do bairro Cidade Olímpica, de São Luís, receberam nesta sexta-feira (30) o Dia D de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya. As ações intensificadas fazem parte da campanha anual promovida pela Governo do Estado, em parceria com as prefeituras municipais, que este ano tem como slogan “Unidos pela vida, todos contra o Aedes”.

Cerca de 600 agentes de endemias da Prefeitura de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa fizeram visitas domiciliares aos imóveis do bairro em busca de focos e nascedouros do mosquito. Os agentes também orientaram sobre a manutenção correta dos locais. O bairro possui índice de infestação de 2,5 para cada 100 imóveis visitados.

“As ações de intensificação estão acontecendo em todo o estado desde o dia 26. O Dia D é uma forma de chamar a atenção para o problema, para isso escolhemos a Cidade Olímpica, que tem índices sempre preocupantes”, explicou a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Graça Lírio. Segundo ela, os quatro municípios da Região Metropolitana apresentam índices considerados médios, com algumas áreas consideradas preocupantes.

Para a secretária adjunta de Ações em Saúde de São Luís, Natália Mandarino, é importante chamar atenção para o assunto. “Temos que dar muita seriedade ao problema e buscar a conscientização da população. É o momento de unirmos forças com o Estado e cidades próximas em prol desse trabalho de prevenção”, destacou.

Natural de Santa Quitéria e morando em São Luís há três meses, Claudiane Conceição nunca havia recebido orientações sobre prevenção até este Dia D. Ela gostou das informações que recebeu. “Vi na televisão que a dengue mata. Não sabia muito o que fazer, mas agora vou tomar mais cuidado. Tirar as garrafas do quintal e cuidar mais da caixa”, disse.

As atividades permanentes de combate ao mosquito, intensificadas principalmente de novembro a maio, resultaram em redução dos casos prováveis de dengue, chikungunya e zika, em relação ao ano passado.

BOX//SAIBA COMO COMBATER O MOSQUITO AEDES

-Evite o acúmulo de água
O mosquito coloca seus ovos em água limpa, mas não necessariamente potável. Por isso é importante jogar fora pneus velhos, virar garrafas com a boca para baixo;

-Coloque areia nos vasos de plantas
O uso de pratos nos vasos de plantas pode gerar acúmulo de água. Há três alternativas: eliminar o prato, lavá-lo regularmente ou colocar areia. A areia conserva a umidade;

-Coloque desinfetante nos ralos
Ralos pequenos de cozinhas e banheiros raramente tornam-se foco de dengue devido ao constante uso de produtos químicos, como xampu, sabão e água sanitária;

-Limpe as calhas
Desobstrua calhas e cubra a caixa d´água. Tais medidas não exigem uma reforma na sua casa, mas são capazes de evitar a dengue. As calhas são um perigo quase invisível;

-Seja consciente com o lixo
Não despeje lixo em valas, valetas, margens de córregos e riachos. Em casa, deixe as latas de lixo sempre bem tampadas.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.