Desemprego recorde atinge 12 milhões de brasileiros, diz IBGE

Essa é a taxa mais elevada desde o início de toda a série histórica, que teve início em 2012

A taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,9% no trimestre encerrado novembro – o que equivale a 12,1 milhões de brasileiros desempregados. Essa taxa é a mais elevada desde o início de toda a série histórica, que teve início em 2012.

Segundo dados da Pesquisa Nacional por amostra de Domicílios Contínua (Pnad), divulgada nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de pessoas desocupadas nesse período, de setembro a novembro, chegou a 12,1 milhões de pessoas, o maior contingente da série histórica – um aumento de 33,1% na comparação com o mesmo período de 2015. No trimestre anterior, a taxa era de 11,8%. Nos meses de setembro, outubro e novembro do ano passado, o índice havia ficado em 9%.

O índice de desemprego divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira não foi ainda pior porque aumentou o número de pessoas fora da força de trabalho. Esse grupo representa aqueles que não estão procurando emprego e por isso saem da conta e aumentou 1,5 por cento no período entre setembro e novembro sobre o ano anterior, o que representa 967.000 trabalhadores.

A população ocupada, por sua vez, continuou diminuindo e registrou um recuo de 2,1% no trimestre até novembro sobre o ano de 2015 e está estimada em 90,2 milhões de pessoas. Isso representa uma redução de aproximadamente 1,9 milhão de pessoas ocupadas, segundo o IBGE.

A renda média do trabalhador, ainda segundo a Pnad Contínua, também caiu mais uma vez, mostrando perda de 0,5% sobre o mesmo período do ano passado, a 2.032 reais. A recessão econômica vem ajudando a inflação a perder força no país em meio ao desemprego alto, mas as perspectivas não são de recuperação sustentada em breve, com a atividade mostrando dificuldades de retomada.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.