CPI vai investigar serviços da Caema em Imperatriz

Uma comissão parlamentar de inquérito foi aprovada na Câmara de Vereadores de Imperatriz para investigar a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão ( Caema). Os vereadores querem saber por que os investimentos da Caema na região não conseguem melhorar a infraestrutura de atendimento a população.

Moradores de vários bairros ainda sofrem com a falta d’água. Esse problema de rotina para centenas de famílias acabou sendo vivido por toda a população durante três dias. A cidade ficou sem o abastecimento de água, após o rompimento da adutora que leva água tratada aos reservatórios. Um alerta para que providências sejam tomadas com urgência, diante do crescimento de Imperatriz e da falta de investimentos.

Dos 21 vereadores, 12 assinaram pela abertura da comissão parlamentar de inquérito. A CPI será composta por cinco membros e com prazo de funcionamento de noventa dias, prorrogável por mais noventa dias.

Nos últimos 10 anos, foram investidos apenas 600 mil reais, uma pequena parcela do que teria sido arrecadado. De acordo com o IBGE, cerca de 70 mil domicílios recebem água tratada, mas ainda há muito a ser feito. Após o relatório que deverá ser elaborado pela CPI, uma das propostas dos vereadores é a municipalização do serviço.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.