Confepa debate avaliação atuarial e aprova política de investimentos para 2019

A aprovação da Política de Investimentos Anual para 2019 e a apresentação do Estudo de Avaliação Atuarial relativo a 2017 estiveram entre os pontos de pauta da terceira reunião ordinária do Conselho Administrativo do Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria (Confepa). O encontro foi realizado na última terça-feira (4) na sala de reuniões da vice-governadoria, no palácio Henrique de La Roque.

Na condição de presidente do Confepa, o presidente do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Maranhão (Iprev), Joel Benin, coordenou os trabalhos. Ele reforçou a importância do diálogo transparente com os conselheiros.

“Este conselho tem sido um importante espaço de debate das questões relacionadas à previdência dos servidores públicos estaduais. Os debates que aqui ocorrem tem se notabilizado pela transparência e pelo diálogo aberto entre todos os conselheiros”, disse Joel Benin.

“Existem inúmeros desafios inerentes aos regimes próprios de previdência, que são comuns à maioria dos estados brasileiros e são reflexo de um cenário nacional. O Confepa tem papel estratégico na definição das prioridades e na garantia de uma gestão equilibrada”, afirmou Benin.

Durante a reunião, o Confepa aprovou a Política Anual de Investimentos para o ano de 2019. A política de investimentos estabelece as diretrizes para a gestão e aplicação dos recursos financeiros do Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria (FEPA). O documento também fixa a meta atuarial – rendimento mínimo esperado para as aplicações financeiras dos recursos do fundo.

O relatório de avaliação atuarial, por sua vez, deve ser elaborado anualmente, conforme legislação em vigor. O estudo tem o objetivo de monitorar o equilíbrio econômico-financeiro dos regimes próprios de previdência. Essa avaliação é feita a partir de indicadores como perfil dos segurados, expectativa de vida, perspectivas de mercado e o cenário macroeconômico, entre outras variáveis.

Sobre o Confepa

O Confepa iniciou as atividades em junho deste ano e é composto por 14 membros titulares e seus respectivos suplentes. São sete membros natos, integrantes da estrutura de governo, e sete representantes de associações e sindicatos dos servidores públicos estaduais.

O conselho integra da estrutura administrativa do Iprev e é responsável por decisões sobre a administração dos recursos do FEPA. As reuniões ordinárias do conselho são bimestrais e a próxima deve acontecer na primeira quinzena de fevereiro de 2019.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.