Clarins da Ilha promove cortejo de bois de orquestra no São João de Todos

Um cortejo ao som dos metais, banjos e maracás dos bois de orquestra levará brincantes e devotos a desfilarem pelas ruas do Centro de São Luís. Em sua oitava edição, o cortejo cultural “Clarins da Ilha” é realizado pela Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func), e integra a programação oficial do São João de Todos.

Para Marlon Botão, presidente da Func, o evento atrai brincantes dos bois de orquestra, moradores e visitantes, que já aguardam o cortejo para ver mais de perto o brilho das indumentárias de índias, vaqueiros e dos couros dos bois. “Há oito anos realizamos esse cortejo como forma de celebrar às festividades culturais juninas. Além disso, fazemos um verdadeiro arrastão de alegria até o Arraial da Maria Aragão”, complementou.

A concentração dos grupos tem início às 19h, em frente à Igreja de São João, na esquina da Rua da Paz com a Rua de São João. Participam este ano do cortejo os grupos de bois de orquestra Encanto da Ilha, Upaon Açu, Brilho da Juventude, Boi do Ceic, Brilho da Terra e Valente da Ilha.

Na praça Maria Aragão, no mesmo horário, estarão se apresentando o Cacuriá Adolescente Seguidores de Cristo e show com a banda Mixirico.

Na porta da igreja, os grupos receberão as bênçãos do pároco da Igreja de São João, padre Heitor Moraes. “A vinda das brincadeiras simboliza o pedido de proteção para os brincantes na sua temporada junina”, explicou o padre Heitor.

De lá, os grupos seguem em cortejo pelas ruas da Paz e 13 de Maio até a Praça Maria Aragão, onde farão apresentação na Praça Maria Aragão, no São João de Todos. Com chegada prevista para as 22h, os bois se apresentam na sequência até 1h da manhã, na madrugada do dia 24 de junho.

BOI DE ORQUESTRA
A festa do bumba meu boi constitui uma espécie de ópera popular. A história se desenvolve em torno de um rico fazendeiro que tem um boi muito bonito. Ele é roubado por pai Chico, trabalhador da fazenda, para satisfazer a sua mulher Catirina, que está grávida e sente desejo de comer a língua do boi. Ao incorporar outras influências musicais, o boi ganha neste sotaque o acompanhamento de diversos instrumentos de sopro e cordas, como o saxofone, clarinete e banjo. Peitilhos (coletes) e saiotes de veludo com miçangas e canutilhos são alguns dos detalhes nas roupas do brincante.

PROGRAMAÇÃO

Na quarta-feira (24), dia de São João, a programação na Praça Maria Aragão terá início às 19h, com a quadrilha Formosinha do Sertão. Participam também do São João de Todos, o Boi de Guimarães (zabumba), show com Rosa Reis, Boi de São Simão (orquestra), Boi Oriente (baixada) e Boi de Iguaíba (matraca).unnamed (7)

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.